O norte-americano John Isner se sagrou campeão do Torneio de Houston, neste domingo, ao vencer o espanhol Nicolás Almagro por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5. Com isso, o tenista da casa acabou desbancando o teórico favoritismo do rival, que ostentava a condição de principal cabeça de chave da competição norte-americana.

Almagro era favorito até pelo fato de que hoje ocupa a 12.ª posição do ranking mundial e estava jogando em piso de saibro, no qual é especialista, diferentemente do que acontece com o gigante Isner, que costuma sofrer muito para obter resultados expressivos neste tipo de superfície.

Isner era o quinto cabeça de chave do torneio e disputou a sua 13.ª final no circuito profissional, garantindo nela o seu sexto título, sendo que este foi o seu primeiro em piso de saibro, onde jogou outras três decisões. No ano passado, por sinal, o norte-americano foi derrotado pelo argentino Juan Monaco na final em Houston.

Atual 23.º colocado do ranking mundial, Isner também comemorou a sua primeira vitória sobre Almagro, que anteriormente bateu o adversário em Wimbledon, em 2008, e nas semifinais da Copa Davis de 2011.

O título de Isner neste domingo também pode ser considerado histórico para os Estados Unidos, pois desde 1998, quando Todd Martin foi campeão em Barcelona, um tenista do país não ganhava uma final contra um rival espanhol em piso de saibro.

Para fazer história, Isner aproveitou três de nove chances de quebrar o saque de Almagro, que só converteu um de quatro break points em toda partida. O norte-americano ainda contabilizou sete aces e ganhou 75% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço.