enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Em Curitiba, Pelé lamenta casos de violência

  • Por Thiago Ribeiro

A barbárie envolvendo as torcidas de Atlético e Vasco da Gama, na última rodada do Campeonato Brasileiro, chamou a atenção do maior jogador de futebol de todos os tempos, Pelé. Em entrevista coletiva concedida ontem, em Curitiba, para lançamento do seu novo livro ‘As joias do Rei Pelé’, o eterno camisa 10, como sempre acontece, foi alvo de perguntas sobre diversos assuntos e o principal tema da semana, a briga na Arena Joinville, veio à tona.

Segundo o Rei, uma das soluções para coibir a violência dentro dos estádios brasileiros, que já assola o país há décadas, seria uma punição direta aos clubes. ‘Acredito que se houver uma punição aos clubes, talvez possa ajudar a acabar esses episódios dentro dos estádios’, afirmou.

Pelé espera que o Brasil siga o exemplo da Inglaterra, que sofreu durante os anos 80 e início da década de 90 com a violência de seus torcedores. ‘Na Europa eles conseguiram diminuir muito a violência, acabaram com os hooligans. Espero que nós, aqui no Brasil, também consigamos’, comentou.

Quando o assunto é seleção brasileira, ninguém tem mais autoridade para comentar do que o Rei do Futebol. Questionado sobre quais serão os principais adversários do Brasil na Copa do Mundo de 2014, Pelé não fugiu da opinião comum. Para ele, Espanha e Alemanha, ao lado, é claro, da seleção canarinho, são os favoritos para conquistar o Mundial. ‘Falam que eu sou pé-frio, mas no momento acho que essas duas equipes estão bem preparadas. Nos jogos que eu vi, a Alemanha me pareceu muito bem montada. Já a Espanha dispensa comentários’, disse o eterno camisa 10.

No entanto, com quatro Copas no currículo, o ex-atacante enfatizou a dificuldade de disputar um Mundial e alertou sobre os perigos de outras tradicionais seleções na competição. ‘Em uma Copa do Mundo, nunca podemos desrespeitar uma Itália e uma Argentina’, avaliou.

Tricampeão mundial vestindo a camisa da seleção brasileira, Pelé mostrou otimismo ao falar da equipe do técnico Luiz Felipe Scolari e aproveitou para dar uma cutucada no ex-técnico do Brasil, Mano Menezes. ‘A seleção está bem preparada. Apesar de termos perdido dois anos com o Mano, que não conseguiu encontrar uma base, a equipe agora está indo bem sob o comando do Felipão’.

O maior artilheiro de todos os tempos também exaltou a força defensiva da seleção, liderada pelos zagueiros Thiago Silva e David Luiz. ‘Curiosamente, estamos muito bem do meio-campo para trás. Estamos seguros. Já do meio-campo para frente, nós ainda precisamos nos acertar mais. Porém, até a Copa estaremos bem’, analisou o Rei do Futebol.

Cutucada

Na apresentação do seu livro, Pelé mostrou confiança na seleção. No entanto, cutucou o trabalho de Mano Menezes. ”Apesar de termos perdido dois anos com o Mano, a equipe agora está indo bem sob o comando do Felipão”.

Veja na galeria de fotos o lançamento.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Em Curitiba, Pelé lamenta casos de violência"


cesar augusto dos santos santos
cesar augusto dos santos santos
5 anos 8 meses atrás

Violência é negar a própria filha e seus netinhos. Ensine pelo exemplo ou não critique.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas