O Paraná conseguiu a sua reabilitação no Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Ceará por 1 a 0, neste sábado, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, pela 11.ª rodada. Além de deixar para trás a derrota para o Criciúma, o time paranaense chega aos 16 pontos, mais perto do G4 – a zona de acesso. O clube cearense continua com 15, um pouco atrás.

O jogo começou em alta velocidade, porém com predominância dos sistemas de marcação. Ficou claro que levaria vantagem quem soubesse se aproveitar de algum cochilo na marcação. A primeira pontada do Ceará aconteceu aos 14 minutos, quando Magno Alves aproveitou o erro na linha de impedimento paranaense e quase finalizou para o gol. Mas o goleiro Richard saiu e mandou a bola para escanteio.

O segundo lance de perigo cearense também começou nos pés de Magno Alves 10 minutos depois. Ele fez o passe perfeito, deixando Roberto sozinho na área. O atacante finalizou e Richard rebateu, mas Roberto chutou de novo e o goleiro salvou com os pés. Roberto teve outra chance aos 37, quando Leandro Vilela saiu jogando errado. A bola ficou com Roberto, que saiu em disparada até dentro da área para chutar. Mas Richard defendeu de novo.

O Paraná trocava passes, porém sem conseguir penetrar na defesa visitante. A torcida ensaiou as primeiras vaias e o time só ameaçou em um chute de longe de Renatinho, que quicou e dificultou o goleiro Éverson para colocar a bola para escanteio, aos 45 minutos.

O clube da casa voltou diferente no segundo tempo. Mais avançado e dando liberdade aos seus laterais. Aos quatro minutos, Pedro Ken puxou a camisa de Gabriel Dias dentro da área, cometendo pênalti. Na cobrança, aos seis, Renatinho foi perfeito. Esperou Éverson cair para o lado direito para bater no ângulo do outro lado. Aos nove, Felipe Alves chutou cruzado, mas para fora. Poderia ter ampliado o placar.

Nesta altura, o Ceará tinha perdido o comando do jogo. O técnico Marcelo Chamusca ainda tentou ganhar força ofensiva com as entradas de Rafael Carioca e Wallace Pernambucano, respectivamente nos lugares de Pedro Ken e Raul. Não adiantou nada.

A única chance cearense aconteceu aos 39 minutos, quando Richard saiu errado no cruzamento e Wallace Pernambucano tocou sem força de cabeça. Mas a defesa aliviou. Aos 43, Robson percebeu Éverson adiantado e tentou a sorte. Quase deu certo. O goleiro do Ceará se recuperou e com um tapinha mandou a bola para escanteio. Só deu tempo para Nathan e Romário se desentenderem e serem expulsos. Fim de jogo com um a menos para cada lado.

Na 12.ª rodada, o Paraná atuará de novo em casa, desta vez diante do América-MG, na próxima sexta-feira, às 21h30. O Ceará vai enfrentar o Figueirense, em Florianópolis, no dia seguinte, às 16h30.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ 1 x 0 CEARÁ

PARANÁ – Richard; Júnior, Rayan, Wallace e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Minho (Nathan) e Renatinho (Johny); Robson e Felipe Alves (Rafhael Lucas). Técnico: Cristian de Souza.

CEARÁ – Éverson; Tiago Cametá, Rafael Pereira, Valdo e Romário; Raul (Wallace Pernambucano), Richardson, Pedro Ken (Rafael Carioca) e Ricardinho; Roberto (Cafu) e Magno Alves. Técnico: Marcelo Chamusca.

GOL – Renatinho (pênalti), aos 6 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Felipe Alves, Gabriel Vilela e Richard (Paraná); Raul e Pedro Ken (Ceará).

CARTÕES VERMELHOS – Nathan (Paraná); Romário (Ceará).

ÁRBITRO – Marcos Mateus Pereira (MS).

RENDA – R$ 79.270,00.

PÚBLICO – 4.130 pagantes.

LOCAL – Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).