Em crise técnica, administrativa e financeira, o Avaí enfrenta o São Paulo neste sábado, às 19 horas, no Morumbi, condicionado exclusivamente à vitória para respirar na zona de rebaixamento. O time que ocupa a 19.ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro – permanece nas últimas quatro posições desde o início da competição – rompeu com a parceira (LA Sports) na última semana e, como se não bastasse, a folha de pagamento dos jogadores está atrasada.

“Houve um desequilíbrio durante a temporada. Não é a situação que eu gostaria de estar trabalhando, nem jogador nem presidente”, lamentou o técnico avaiano Toninho Cecílio, que ainda aposta na possibilidade matemática de salvar o Avaí do rebaixamento.

A crise generalizada se agrava com os desfalques que o time terá para enfrentar o São Paulo. O atacante e capitão da equipe William recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática. O atacante Robert está com uma lombalgia; o também atacante Rafael Coelho, com um trauma no tornozelo; e Anderson Lessa, Diego, Anderson e Maurício Alves, suspensos. Toninho Cecílio fechou a semana de treinamentos sem anunciar oficialmente o time que começa a partida contra o clube tricolor paulista.