No duelo dos times com treinadores interinos, o gol resistiu e não apareceu no placar. Nesta terça-feira, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Paysandu recebeu o Boa no estádio da Curuzu, em Belém, mas não conseguiu mais do que um empate por 0 a 0.

Com o resultado, o time paraense foi aos 12 pontos, no meio da tabela de classificação. Já o clube de Minas Gerais está na zona de rebaixamento, na 18.ª e antepenúltima colocação com nove.

O Boa começou melhor a partida e exigiu duas grandes defesas de Emerson consecutivas. Aos 15 minutos, Rodolfo recebeu um excelente passe de Fellipe Mateus e chutou cruzado, mas o goleiro conseguiu espalmar. Um minuto depois, o mesmo centroavante soltou uma bomba e mais uma vez o camisa 1 jogou a bola para escanteio.

O jogo caiu de rendimento na metade do primeiro tempo, mas o Paysandu assustou aos 38 minutos. Depois de cobrança de falta na barreira, a bola sobrou para Welinton Júnior, que chutou para grande defesa de Daniel. O rebote ficou para Diogo Oliveira, que colocou no fundo das redes, mas o assistente flagrou o impedimento e anulou.

Os passes errados tomaram conta da segunda etapa. Desta forma, a criação dos dois times ficou prejudicada. Aos 20 minutos, Johnnatan conseguiu escapar da marcação e levantou para a área. Marcão desviou de cabeça, mas a bola passou por cima, tirando tinta do travessão.

O treinador Rogerinho Gameleira apostou na entrada de Tiago Mandi para deixar o ataque do Paysandu mais rápido. Aos 30 minutos, o atacante fez boa jogada pela direita e chutou forte, mas Daniel defendeu. Já nos acréscimos, o Boa conseguiu balançar as redes em um cabeceio de Léo Baiano, mas a jogada já estava parada com o impedimento do zagueiro.

Os dois times voltam a campo nesta sexta-feira pela 10.ª rodada. O Paysandu vai até Maceió para visitar o CRB, às 19h15, no estádio Rei Pelé. Já o Boa recebe o ABC no estádio Dilson Melo, em Varginha (MG), às 20h30.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU 0 x 0 BOA

PAYSANDU – Emerson; Lucas Taylor, Perema, Fernando Lombardi e Pery; Wesley, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Diogo Oliveira (Tiago Mandi); Welinton Júnior (Bérgson) e Daniel Amorim (Marcão). Técnico: Rogerinho Gameleira (interino).

BOA – Daniel; Ruan (Ramon), Léo Baiano, Júlio Santos e Paulinho; Geandro (Escobar), Diones, Reis (Gil Mineiro) e Fellipe Mateus; Rodolfo e Wesley. Técnico: Nedo Xavier (interino).

CARTÕES AMARELOS – Pery e Wesley (Paysandu); Geandro (Boa).

ÁRBITRO – Marcos Mateus Pereira (MS).

RENDA – R$ 51.160,00.

PÚBLICO – 3.699 pagantes.

LOCAL – Estádio da Curuzu, em Belém (PA).