Em um jogo no qual Ney Franco optou por poupar titulares, visando duelo com o Arsenal, quinta-feira, na Libertadores, na Argentina, o São Paulo venceu o Penapolense por 2 a 0, na noite do último domingo, em Penápolis, e assegurou a liderança do Campeonato Paulista. O confronto acabou marcando a estreia do atacante Wallyson, ex-Cruzeiro, que chegou ao clube do Morumbi em janeiro e já ganhou elogios do técnico tricolor. Ele atuou por 45 minutos após substituir João Filipe após substituir João Filipe depois do intervalo do confronto.

“A entrada dele (Wallyson) ajudou a melhorar a participação do Ademilson. Teve duas oportunidades de gol e em uma deles em uma tabela. Vamos prepará-lo com carinho para que possa nos ajudar nas fases mais agudas das competições”, afirmou o treinador, que enfatizou o crescimento exibido pela equipe na etapa final diante do Penapolense. “Fizemos um segundo tempo melhor e, pelo que a gente fez principalmente no segundo tempo, sai merecedor do resultado”, analisou.

Wallyson, por sua vez, comemorou o seu desempenho no primeiro jogo com a camisa são-paulina. “Foi uma estreia muito boa. Deu para sentir aquele gostinho de voltar a jogar, estava há muito tempo parado. Foi importante para ganhar confiança. Quero agradecer o apoio do São Paulo, de todo mundo que me ajudou. Agora é pegar ritmo de jogo e ajudar mais ainda o time”, disse o jogador, que vinha realizando trabalho de reforço muscular no tornozelo esquerdo desde sua chegada ao clube.

Ney Franco também aproveitou a vitória para exaltar o planejamento do time e o fato de ter testado outros jogadores de forma vitoriosa neste domingo. “Saio muito satisfeito pelo resultado que conquistamos fora de casa. É interessante ter um grupo mais rodado. Estamos fazendo o revezamento no momento certo”, disse. “Mesmo a equipe jogando com os reservas, está se entregando, mostrando que quer vencer. Vamos buscar os nossos objetivos no Paulista”, reforçou.

Já Paulo Henrique Ganso, que foi titular e atuou durante os 90 minutos diante do Penapolense, ressaltou que os reservas estão conseguindo dar conta do recado, sendo que ele segue fazendo parte deste grupo. “Foi um bom jogo, conseguimos nos segurar bem lá atrás e fizemos os nossos gols. A equipe considerada reserva continua invicta e isso é importante para todos nós”, destacou o jogador, antes de projetar: “Já estou em um ritmo bom e agora é continuar melhorando para ser titular. Respeito a decisão do Ney Franco e vou procurar o meu espaço”.