O Paraná Clube deverá moldar o seu grupo para a largada do Paranaense ao longo das duas próximas semanas, antes do recesso para as festas de fim de ano. Pelo menos este é o direcionamento dado pelos dirigentes, que a partir da oficialização de técnico e do gerente de futebol poderão avançar em algumas negociações que já estão em andamento.

 

Diferente do que ocorreu há dois anos, quando foi necessário reconstruir um grupo praticamente do zero, desta vez o Tricolor já conta com uma base, inclusive com atletas tendo contratos mais longos. Isso vale tanto para garotos formados no clube – como Rodrigo Mann, Júlio César e Carlinhos – e reforços que tiveram bom desempenho no Brasileiro (Roniery e Rubinho, por exemplo). Na “matemática” da diretoria, o Paraná deverá trazer cerca de dez reforços para o Paranaense.