Rio – Apesar da derrota por 2 a 1 sofrida diante da Áustria, em amistoso na quarta-feira, em Innbruck, a Suíça vai dar muito trabalho para a seleção brasileira no amistoso marcado para o feriado de 15 de novembro, na Basiléia. A previsão foi feita pelo técnico Dunga, quando assistiu ao amistoso na Áustria, que fez parte das festividades para a Eurocopa de 2008, cuja organização foi  dividida entre austríacos e suíços.

A Suíça foi eliminada nas oitavas-de-final da Copa do Mundo sem sofrer um gol sequer – caiu nos pênaltis, diante da Ucrânia, após um empate por 0 a 0. E, segundo Dunga, o time mantém forte rigor na marcação. ?Eles não deixam o adversário jogar, têm laterais ofensivos e que cruzam muito bem?, disse o técnico, em nota divulgada pela CBF.

Dunga viu a partida acompanhado de seu assistente-técnico, Jorginho, e diz que o resultado de 2 a 1 para a Áustria não reflete o que ocorreu em campo. ?Quando estava 0 a 0, a Suíça teve diversas oportunidades de marcar e levou dois gols em contra-ataque. No fim, voltou a dominar, marcou o seu gol e perdeu outras chances para empatar?, comentou o treinador.