Mesmo na semana em que o Campeonato Paranaense não tem rodadas intermediárias a competição não pára. Hoje, às 20h30, Paranavaí e Toledo se enfrentam no Estádio Waldemiro Wagner, em jogo remarcado – aconteceria na sexta rodada do primeiro turno, mas acabou adiado por conta das fortes chuvas que castigaram Paranavaí. Se para o ACP muita coisa mudou, para o TCW tudo segue igual.

A partida aconteceria em 29 de janeiro, mas foi adiada pela Federação Paranaense de Futebol por causa dos estragos causados pela tormenta que assolou Paranavaí nos dois dias anteriores. O próprio estádio acabou afetado – a enxurrada levou os carros dos jogadores, do então técnico Célio Silva e até de jornalistas e arrastou-os até o muro do Felipão.

O gramado ficou totalmente alagado.

Sem condições para a realização, o jogo ficou para esta noite. Só que a vida do Paranavaí mudou bastante no Paranaense. Naquele momento, a equipe lutava pela liderança com a Adap. Hoje, em sexto lugar no grupo B, o ACP precisa desesperadamente da vitória para se manter com chances de classificação. Vencendo, a equipe agora treinada por Carlos Gainete passa Paraná Clube e Roma, e assume a quarta colocação.

Já o Toledo não pode fazer estas contas – neste momento, a única conta que vale é a pra escapar do rebaixamento. Com apenas um ponto, a equipe de Alfinete precisa vencer pelo menos três dos cinco jogos que tem até o final da primeira fase. E mesmo assim terá que contar com uma combinação de resultados que ?segure? o União Bandeirante. Em campo, Alfinete tem o retorno do zagueiro Otávio Dutra, que cumpriu suspensão contra o Londrina. Só que o técnico tem cinco problemas – Buiú, Edu Bala, Cristhian, Juninho e Paulinho, que estão no departamento médico.

Nos donos da casa, Gainete gostou do rendimento da equipe contra o Coritiba – só não aprovou a arbitragem de Edivaldo Elias da Silva.

A tendência é a manutenção do mesmo time que começou jogando no Couto Pereira, com a permanência de Sandro na zaga, e de Tiago e Cahê no ataque.