O técnico Dorival Júnior foi diplomático, evitou fazer críticas, mas admitiu que o desgaste no relacionamento com a diretoria do Vasco pesou para que o seu contrato não fosse renovado para a próxima temporada. Especulações de que ele estaria negociando com outros clubes incomodaram a diretoria do clube de São Januário.

“Em alguns momentos, existe um desgaste natural. De repente, o pensamento da diretoria pode ter sido de buscar uma nova possibilidade. O importante é que o trabalho foi bem feito. A saída foi tranquila, bem conversada. Tenho que agradecer a confiança da diretoria”, afirmou, em entrevista ao SporTV.

Dorival, que se despede do Vasco na partida contra o Ipatinga, no sábado, garantiu que ainda não recebeu propostas oficiais de outros clubes. “Com exceção do Grêmio, com quem fiz apenas um contato, não conversei com ninguém. Estou à disposição do mercado, esperando uma oportunidade”, disse.