A manhã deste domingo de feriado, foi de muita velocidade no Autódromo Internacional de Curitiba, com a realização das segundas provas da sexta etapa da Copa Pinhais de Marcas e Pilotos, e da quinta etapa da Stock 5000.

Adriano reisdorfer venceu a etapa na Marcas “A”, Juca Lisboa/Lorenzo Finardi na Marcas “B”, Marcos Ramos na Marcas Sênior, Marco Antonio Garcia na Stock 5000 “A” e José Agostinelli Neto na Stock 5000 “B”.

Copa Pinhais

Dada a largada para a segunda corrida, disputada em 30 minutos mais duas voltas, a Copa Pinhais de Marcas e Pilotos cujo grid é o resultado da bateria anterior, com os dez primeiros invertidos, o catarinense Thiago Rausisse largou na pole position, seguido de Erick Biscaia, Billy Gabardo, Geovane Ciesieslki, Leonardo Fortunato, Guto Baldo, Lorenzo Finardi, Adriano Reisdorfer, Cláudio Contijo e Alexandre Frankenberger. Na largada, os nove primeiros não se mantiveram na mesma posição na primeira volta, pois os pilotos mais rápidos que vinham de trás foram ganhando posições.

Na relargada, que aconteceu na décima primeira volta, com Adriano Reisdorfer mantendo a liderança da prova, seguido de perto por James Ramos, Guto Baldo, Valmor Emílio, Marcos Ramos, e Marcel Rodrigues. Destaque para o “pega” entre Adriano e James pela liderança da corrida.

Na 15.ª volta, James Ramos ultrapassou Adriano Reisdrofer, assumindo a primeira posição, seguidos de Marcos Ramos, Valmor Emílio, Cláudio Contijo e Luiz Vargas Jr.

Ao fim de 19 voltas, a vitória na Geral foi de Adriano Reisdorfer, com o Gol n.º 34. Por categoria, o resultado foi o seguinte: Na Marcas A vitória de Adriano Reisdorfer (PR), com o tempo de prova de 33min56s982, seguido de James Ramos (SC), à 0s345, e Valmor Emílio (PR) à 2s503.

Na Marcas B Leonardo Fortunato (PR), conquistou a vitória, completando as 19 voltas em 34min13s228, tendo Geovane Ciesielski (PR) em segundo, a 8s371, e Lorenzo Finardi (PR) em terceiro, a 11s593.

E na Marcas A Sênior, venceu Marcos Ramos (PR), com o tempo de 34min07s274, e em segundo Guto Baldo (PR), a oito voltas. A melhor volta da prova foi de Guto Baldo, na 5.ª passagem, com o tempo de 1min39s736, à média de 133.372 km/h.