Novak Djokovic voltou a confirmar favoritismo sem maiores dificuldades e conquistou nesta quinta-feira uma vaga na semifinal do Torneio de Eastbourne. O sérvio avançou no ATP 250 realizado em quadras de grama que serve de preparação para Wimbledon ao vencer o norte-americano Donald Young por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (11/9), em 1h35min de confronto.

Atual quarto colocado do ranking mundial e amargando uma fase ruim, Djokovic tenta ganhar embalo na competição inglesa antes do Grand Slam que começa na próxima segunda-feira, em Londres, onde se sagrou campeão em 2011, 2014 e 2015. Essa é a primeira vez desde 2010 que o ex-número 1 do mundo disputa uma competição na semana anterior a Wimbledon, pois normalmente os principais tenistas do mundo optam por usar este período final de preparação para treinar e se preservar fisicamente.

Com o triunfo, o principal cabeça de chave em Eastbourne se credenciou para enfrentar na próxima fase o ganhador do confronto entre o norte-americano Steve Johnson, quarto pré-classificado, e o russo Daniil Medvedev, previsto para acontecer ainda nesta quinta-feira.

Por causa de atrasos na programação de Eastbourne provocados pela chuva nos últimos dias, Jonhson e Medvedev terão de encarar um rodada dupla de partidas nesta quinta. Horas mais cedo, o tenista dos Estados Unidos avançou às quartas de final ao superar o italiano Thomas Fabbiano por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 6/4, enquanto o jogador russo eliminou o holandês Robin Haase, de virada, com 4/6, 6/1 e 6/2.

Essa foi a segunda vitória de Djokovic em dois jogos contra Donald Young, hoje o 47º colocado do ranking mundial, no circuito principal da ATP. No duelo anterior entre os dois, o então garoto de 17 anos chegou a ganhar um set do sérvio em uma derrota de virada, por 3 sets a 1, em partida válida pelo US Open de 2006, em Nova York.

Agora prestes a completar 28 anos no próximo dia 23 de julho, Young foi dominado nesta quinta por Djokovic no primeiro set, no qual o favorito confirmou todos os seus saques sem oferecer chances de quebra e converteu dois de cinco break points para fechar em 6/2.

Já a segunda parcial foi bem mais equilibrada, com cada tenista obtendo uma quebra de serviço, fato que forçou a disputa do tie-break, que o sérvio ganhou de maneira apertada, por 11/9, para assegurar classificação às semifinais.

Vários outros tenistas também terão de enfrentar uma rodada dupla de partidas em Eastbourne nesta quinta. Um deles é o francês Gael Monfils, segundo cabeça de chave e atual 16º colocado do ranking mundial, que abriu o dia eliminando o britânico Cameron Norrie por 6/3 e 6/2, ainda pelo seu jogo de estreia, e logo mais estará novamente em quadra para pegar o australiano Bernard Tomic. Este último foi responsável nesta quinta pela eliminação do alemão Mischa Zverev, sexto pré-classificado, também com parciais de 6/3 e 6/2.

A mesma maratona de dois jogos em um só dia é encarada pelo norte-americano John Isner e o francês Richard Gasquet, listados como respectivos terceiro e sétimo favoritos em Eastbourne e que irão se enfrentar nas quartas de final. Antes de medirem forças nesta quinta, o tenista dos EUA sofreu para derrotar o sérvio Dusan Lajovic, de virada, com 3/6, 7/6 (7/2) e 7/6 (7/4), enquanto Gasquet teve mais facilidade para passar pelo sul-africano Kevin Anderson por duplo 6/4.

Eliminado, Anderson anteriormente arrasou o brasileiro Thomaz Bellucci com parciais de 6/3 e 6/1, na última segunda-feira, em sua estreia em Eastbourne. Ele só voltou a jogar nesta quinta por causa da chuva que atrasou a programação de quarta, quando Djokovic finalmente conseguiu concluir o seu duelo de estreia contra o canadense Vasek Pospisil, iniciado na última terça, mas também interrompido pelo tempo ruim.