Novak Djokovic foi ainda mais arrasador em sua segunda partida no Masters 1000 de Montecarlo, nesta quinta-feira. O número 1 do mundo chegou a aplicar um “pneu” no austríaco Andreas Haider-Maurer para fechar o jogo em 6/4 e 6/0, em apenas 56 minutos de partida. Foi a 14ª vitória consecutiva do sérvio, que vem dos títulos em Indian Wells e Miami.

Nas quartas de final, Djokovic vai duelar com o croata Marin Cilic, que eliminou nesta quinta o francês Jo-Wilfried Tsonga. Apesar de ter pela frente o atual campeão do US Open, o sérvio deve ter pouca dificuldade para vencer mais uma, se levado em consideração apenas o retrospecto entre os dois tenistas. Djokovic nunca perdeu para Cilic. Foram 11 vitórias em 11 jogos no circuito profissional.

Para alcançar mais uma fase de quartas de final na temporada, o tenista da Sérvia só precisou suar no set inicial. Em duas tentativas, obteve uma quebra de saque e abriu vantagem na partida. O terceiro set foi ainda mais tranquilo. Djokovic aproveitou as três oportunidades de quebra cedidas pelo adversário e selou a contundente vitória.

Se passar pelas quartas de final, o sérvio tem boas chances de enfrentar na semifinal o rival Rafael Nadal, dono de oito títulos no saibro de Mônaco. Djokovic, líder disparado do ranking, busca seu segundo troféu em Montecarlo.