A definição do nome do novo técnico do Paraná Clube deve ser definida somente na próxima semana. A diretoria estuda algumas possibilidades, mas prefere não entrar em desespero e nem na onda de empresários, que oferecem a todo o momento treinadores dispostos a assumir o time na Série B.

A saída repentina de Claudinei Oliveira ainda é assunto entre os paranistas, mas a escolha do substituto toma tempo da diretoria. Estão à frente na negociação o vice-presidente de futebol, Celso Bittencourt, o presidente Rubens Bohlen e o parceiro Marcos Amaral. A possibilidade de efetivar o auxiliar Luciano Gusso no cargo é praticamente nula. Luciano era o braço direito do antigo treinador e tem amplo conhecimento do elenco e da atual situação do clube.

No entanto, a direção busca um técnico “com mais nome” para a sequência da temporada. Enquanto não acerta com ninguém, Gusso estará sendo o responsável por comandar treinos e o jogo contra o Joinville, segunda-feira, em Santa Catarina.

“Vamos analisar bem toda a situação, mas o Luciano sabe da função dele e queremos um profissional que dê atenção às categorias de base. Teremos que ter serenidade para acertamos o nome”, disse o presidente Rubens Bohlen.

O que complica neste momento para contratar um profissional é a ausência de um diretor de futebol. Nas contratações de Ricardo Drubscky e Claudinei Oliveira, o então executivo Roque Júnior fez os contatos e convenceu os treinadores a aceitarem a proposta e o projeto Tricolor.

Torcida presente no treino

Antes do início do treinamento de ontem na sede da Kennedy, os jogadores tiveram uma conversa de mais de vinte minutos com o vice-presidente da torcida organizada Fúria Independente, João Quitéria Carvalho. A ideia da facção foi de passar ao elenco muita confiança, mesmo depois da saída de Claudinei Oliveira. Além disto, o vice-presidente prometeu lotar a Vila Capanema nos próximos jogos em casa, caso o time vença o Joinville.

“Foi uma conversa boa e importante, pois eles mostram que estão ao nosso lado. A intenção foi de fechar com a gente e isto nos deixou com força para vencer o próximo jogo. Foi um reconhecimento do nosso trabalho e independente de ter um treinador, estamos trabalhando forte e empenho não está faltando”, relatou o zagueiro Gustavo.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook