Foto: Walter Alves

Petraglia: ?Demos a mão à palmatória e acatamos sugestões?.

Com o lançamento da nova promoção para sócios em vias de ser efetivada, o presidente do Conselho Deliberativo Mário Celso Petraglia espera uma grande procura do torcedor atleticano para acompanhar os jogos do Furacão em 2008. A expectativa é que o clube alcance no mínimo o patamar de 10 mil sócios.

Pela nova política de preços, os interessados em se tornar associados terão três opções de pagamento a sua disposição (quadro) e poderão escolher seu assento em qualquer lugar da Arena, com exceção dos camarotes, pois a setorização do estádio foi abolida. O lançamento da novidade está marcado para segunda-feira e os atuais sócios terão prioridade na aquisição dos planos. Uma superestrutura está sendo elaborada para dar atendimento ao torcedor para evitar os atropelos verificados no ano passado.

Petraglia viajou juntamente com a delegação atleticana para Paranaguá e lá concedeu uma entrevista. Falou da grande expectativa que tem sobre o lançamento desse novo plano para angariar sócios e reconheceu alguns erros de estratégia quanto a política de preços na Arena e tratamento com a torcida. Segundo ele, o trabalho de planejamento baseava-se apenas nos altos custos que é fazer futebol e que o clube precisava ter uma boa fonte de renda através da bilheteria. No decorrer do tempo foi visto que a fórmula adotada não estava correta e que algo precisava mudar. ?Não era por aí e demos a mão à palmatória. As sugestões que chegaram a nós foram atendidas. Infelizmente não todas, mas várias puderam ser atendidas (…). Nesse espírito do novo momento do Atlético, acho que está todo mundo feliz e satisfeito, representado pela demonstração de receptividade que temos recebido?, afirmou.

O presidente disse ainda que o projeto do Atlético, elaborado desde 95, quando assumiu o comando do clube, continua o mesmo e o que mudou foi o pensamento e a decisão política de relacionamento com a torcida. ?Vamos cobrar mais barato para que tenhamos a qualidade que sempre tivemos, mas com maior quantidade. Não pudemos baixar o preço do ingresso, mas eliminamos o de R$ 40 e qualquer barreira, qualquer diferença dentro da Arena, que é democrática, num clube democrático?, exemplificou.

Nesse contexto, Petraglia aproveitou para mostrar o seu lado garoto-propaganda ao anunciar o preço do novo plano. ?Com cinqüentinha, com uma nota só, o cara paga o mês todo e ainda fica sócio do nosso clube, podendo votar e ser votado, sentar na cadeira com seu nome, participar de sorteio, ganhar viagens, torcer e se sentir feliz em uma Arena que é das mais modernas?, afirmou.

O preço de R$ 50 foi o limite encontrado pela direção para que o Atlético torne-se, no mínimo, sustentável. ?Claro que se pudéssemos teríamos baixado ainda mais, mas há um limite e precisamos de um rendimento para que possamos sobreviver?, analisou Petraglia.

Com a força da torcida aliada à estrutura criada pelo clube nos últimos anos o presidente prevê um futuro de glórias para o Rubro-Negro e que o tempo de rusgas já passou. ?A política foi mudada e os atleticanos nos abriram os olhos. O que importa é daqui para frente. O que foi feito não vai voltar. Importante é 2008, 2009… A conclusão da Arena, trazer a Copa do Mundo e ganhar títulos. Hoje tenho a certeza de ver a satisfação no olhar de todos os atleticanos?, finalizou.

Quebrando a cabeça

Foto: Walter Alves

Ney Franco pode poupar vários jogadores contra o Real.

Neste início de temporada, o maior problema para o Furacão está no pouco tempo disponível entre as partidas para a recuperação física dos atletas. Dessa maneira, ter um grupo forte e competitivo torna-se imprescindível para uma boa performance.

E o grupo atleticano começa a ser posto à prova no fim de semana. Diante do desgaste sofrido 4.ª-feira, na vitória por 2 a 1, contra o Rio Branco, em Paranaguá, o técnico Ney Franco provavelmente não poderá escalar alguns jogadores considerados titulares para a partida de amanhã, em São José dos Pinhais. Por isso não está descartada a estréia dos novos reforços e também da garotada promovida dos juniores.

As mudanças na equipe vão depender dos resultados da avaliação física promovida ontem no CT do Caju. Aqueles jogadores que não estiverem em condições ideais serão poupados. O restante do elenco treinou normalmente e à tarde participou de um jogo contra o Metropolitano, de Blumenau. A definição da equipe para enfrentar o Real Brasil só deve ser divulgada por Franco após os treinamentos de hoje.