A péssima atuação no derrota por 3 a 2 no clássico diante do Santos, no último domingo, pela semifinal do Campeonato Paulista, trouxe consequências ao zagueiro Paulo Miranda no São Paulo. Muito criticado pela torcida, o jogador foi afastado pela diretoria e já não entrará em campo no confronto desta noite diante da Ponte Preta, em Campinas, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

A decisão surpreende por ter sido tomada pela diretoria do clube – e não pela comissão técnica – e por ter acontecido somente três dias após a partida. O jogador foi relacionado na última terça para a partida desta quarta e estava concentrado normalmente junto aos outros jogadores.

“Antes de tomar esta atitude, conversei pessoalmente com o atleta, que entendeu nossa intenção. O Paulo Miranda segue treinando normalmente com nosso elenco. Esta decisão é momentânea e serve para preservar e dar tranquilidade ao atleta”, explicou Adalberto Baptista, diretor de futebol.

Entre os relacionados, o zagueiro deu lugar a João Filipe, mas o titular diante da Ponte Preta deverá ser Edson Silva. Contratado para esta temporada, Paulo Miranda vinha sendo criticado pela torcida desde suas primeiras atuações pelo São Paulo, mas as falhas de domingo, que contribuíram para a queda no Campeonato Paulista, aumentaram a pressão sobre ele.