Os maus resultados nas últimas partidas, que culminaram com a eliminação na Copa Sul-Americana e a entrada do time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, fizeram com que a direção do Vitória decidisse neste sábado, após a derrota em casa para o Flamengo por 1 a 0, no estádio do Barradão, em Salvador, demitir o técnico Vagner Mancini.

A informação foi confirmada pelo gerente de futebol Anderson Barros após a partida. “O profissional Vagner Mancini, que está conosco desde o ano passado e tem meu respeito, não é mais o nosso treinador. Nas próximas horas, a diretoria vai comunicar os próximos passos. Sabemos da situação, entendemos que a primeira decisão será a troca do treinador”, declarou o dirigente na entrevista coletiva após o duelo pela 24.ª rodada do Brasileirão.

Com 26 pontos, o Vitória está na 18.ª colocação e tem de torcer neste domingo para seus rivais na luta contra o rebaixamento – casos de Figueirense, Internacional, Cruzeiro, Sport, São Paulo e Coritiba – não ganharem, sob o risco de ver a distância para sair da degola aumentar.

Vagner Mancini esteve à frente do Vitória durante pouco mais de um ano e três meses. Ele assumiu o clube baiano em junho de 2015 e comandou a campanha do acesso à elite do futebol nacional na temporada passada. Em sua terceira passagem, participou de 76 jogos com 33 vitórias, 19 empates e 24 derrotas – um aproveitamento de 51,75%.