Espremido pela Copa do Nordeste, pelo Campeonato Pernambucano e pela Copa Sul-Americana, o Sport precisa enfrentar o desgaste e uma série de desfalques para a sua estreia no Campeonato Brasileiro, neste domingo, contra a Ponte Preta, às 16 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Depois de avançar à segunda fase da Sul-Americana na última quinta-feira, ao superar o Danubio (Uruguai) nos pênaltis mesmo após perder o jogo por 3 a 0, em Montevidéu, o elenco do Sport chegou apenas na última sexta em Campinas. Assim, o técnico Ney Franco deve poupar alguns titulares, visando o primeiro jogo da final da Copa do Nordeste, nesta quarta, contra o Bahia.

Entre lesionados e poupados, o Sport não deve contar com até oito jogadores: Diego Souza, Ronaldo Alves, Leandro Pereira, Rithely, Durval, Henríquez, Marquinhos e Mena. Assim, a escalação deve ter algumas novidades como o atacante Osvaldo, contratado recentemente do Fluminense, e o zagueiro Igor Ribeiro.

“Fisicamente eu estou bem. Acho que só preciso de ritmo de jogo para ir me condicionando mais. Acredito que em três ou quatro jogos estarei 100%”, avaliou Osvaldo, uma das principais apostas do Sport para o Brasileirão. “A Libertadores é uma meta do clube e a gente tem que buscar a cada jogo. Quanto mais pontos a gente somar nesse começo de campeonato, melhor para ir ganhando confiança e estar bem lá na frente”.