A derrota por 4 a 0 para o Palmeiras ainda não foi digerida no São Paulo, e nem a boa posição na tabela é suficiente para levar calma ao Morumbi. Para tentar amenizar a goleada, os atrasos de pagamento e todo o clima de desconfiança que ronda o time, a ordem é acabar com o tabu de nunca ver vencido o Atlético-PR na Arena da Baixada, a partir das 22 horas, em Curitiba.

Foram 14 jogos desde 1999, quando o estádio foi inaugurado. O time atleticano venceu dez e houve quatro empates. “Não há tempo para lamentação. Temos um jogo difícil e uma chance de apagar a última partida”, disse Souza.

O técnico Juan Carlos Osorio não poderá ficar no banco nesta quarta-feira por ter sido expulso no clássico. Milton Cruz comanda a equipe durante a partida. Rafael Toloi e Luis Fabiano estão fora – ambos sentem dores no joelho.

Por outro lado, Boschilia e Lucão retornam após terem disputado o Mundial Sub-20 com a seleção brasileira. Nesta terça-feira, Osorio ficou por cerca de cinco minutos do treino conversando com Ganso, que vive um momento ruim e pode ir para a reserva.