O departamento jurídico do Paraná Clube obteve ontem uma importante vitória nos tribunais. O atacante Ricardinho – que corria risco de um gancho de 180 dias – foi absolvido na 3.ª Comissão Disciplinar do STJD.

“Foi um resultado para ser comemorado”, disse o advogado Itamar Côrtes, responsável pela defesa do atleta. “Esta é considerada a mais rigorosa das comissões”, lembrou.

Ricardinho foi julgado pela expulsão contra o Corinthians. Censurado – e multado – pelo clube, o atacante é considerado peça fundamental para o desempenho ofensivo do time.

A reação do atleta, que deixou a bola e projetou o corpo para cima do zagueiro Chicão, foi repreendida pela comissão técnica. Porém, na súmula, o árbitro Alício Pena Júnior mostrou que não viu com clareza o lance, citando que expulsou Ricardinho porque este teria dado “um tapa” no rosto do adversário.

“Mostramos que isso não aconteceu. E a presença do Ricardinho no julgamento foi muito importante”, destacou Côrtes. O atacante seguiu de Brasília direto para o Rio de Janeiro. Com a absolvição, Ricardinho tem presença assegurada no jogo deste sábado.