O meia brasileiro naturalizado português Deco sofreu nesta quarta-feira uma nova contusão. Com estiramento na panturrilha direita, ele deve desfalcar o Fluminense por pelo menos um mês. E, desgastado com os seguidos problemas médicos, o jogador de 33 anos já estaria até cogitando a possibilidade de se aposentar.

Essa é a nona vez que Deco tem um problema médico no Fluminense, onde chegou no ano passado. “O jogador ficou chateado. Não poderia ser diferente. Assim como os outros atletas, ele quer ajudar o Fluminense”, disse Victor Favilla, coordenador médico do clube carioca.

Na opinião do médico, tantas lesões do meia, que recebe salário superior a R$ 600 mil por mês, são “apenas coincidência”. “Deco não é um jogador mais frágil do que os outros”, defendeu Victor Favilla.

O técnico Abel Braga lamentou a nova contusão de Deco. “Ele foi dispensado até a próxima terça-feira. O jogador quer pensar sobre essa situação. O torcedor quer respostas, quer vê-lo em campo, ou então se aposentar e dar espaço para outro. Mas não é isso que ele quer”, explicou o treinador.