De volta ao circuito profissional depois de se recuperar de uma cirurgia no punho, o argentino Juan Martin del Potro estreou no Torneio de Sydney, nesta segunda-feira, com uma vitória sobre o espanhol Feliciano Lopez, sexto cabeça de chave e atual 32.º do ranking mundial, por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 7/6 (11/9) e 7/6 (7/3).

Convidado pela organização da competição australiana, o ex-top 10 Del Potro ocupa hoje apenas o 258.º posto da ATP e precisou vencer uma maratona de três horas e 20 minutos em seu primeiro jogo em 2011, que contou com três tie-breaks.

Campeão do US Open de 2009, quando viveu o seu auge no tênis, o argentino de apenas 22 anos amargou um verdadeiro calvário no ano passado. Ele disputou apenas três torneios na temporada, na qual fez quatro jogos no Aberto da Austrália antes de passar por uma cirurgia no punho, em maio, que o deixou afastado até setembro, quando caiu na estreia do Torneio de Bangcoc. Curiosamente, em outubro, ele foi arrasado justamente por Feliciano Lopez em sua última partida em 2010, quando tomou 6/3 e 6/0 na estreia do ATP de Tóquio.

“Eu não espera por esse tipo de jogo na estreia, mas nós jogamos uma bela partida, muito equilibrada. Feliciano é um fantástico jogador nesse tipo de superfície (sintética), e eu voltei a jogar um bom tênis”, festejou o argentino, que no início do ano passado ocupou a quarta posição do ranking mundial.

Com a sua vitória na estreia, Del Potro terá pela frente na segunda rodada em Sydney o alemão Florian Mayer, que nesta segunda bateu o britânico James Ward por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/0.

Outros dois tenistas que venceram na estreia nesta segunda foram o ucraniano Sergiy Stakhovsky e o russo Igor Andreev. O primeiro deles bateu o alemão Benjamim Becker por 2 sets a 0, com duplo 7/6, enquanto o segundo superou o francês Jeremy Chardy por 6/2 e 6/4.

Na segunda rodada, Stakhovsky irá encarar o vencedor do confronto entre o espanhol Guillermo Garcia-Lopez, sétimo cabeça de chave, e o australiano Chris Guccione. Já Andreev terá pela frente o letão Ernest Gulbis, pré-classificado como terceiro maior favorito, que nem precisou atuar na primeira rodada.

Outro tenista que teve “vida fácil” na rodada inicial foi o português Frederico Gil, que contou com a desistência do finlandês Jarkko Nieminen logo após vencer o primeiro set por 6/2. Com isso, ele agora espera pela definição do vencedor do duelo entre Yen-Hsun Lu, de Taiwan, e o francês Gilles Simon para saber quem enfrentará na segunda rodada.