O turfe paranaense atravessa uma fase tão difícil que a única reunião de maio, que é certa, está prevista para a última semana do mês. Existe, porém, a possibilidade de que sejam realizados nos próximos dias 8 e 22 seis páreos, que figurariam como os primeiros da programação de Cidade Jardim, mas até agora nada foi decidido oficialmente. A primeira reunião de maio, normalmente, seria no dia 19, justamente na semana do GP São Paulo, mas segundo o que se comenta dificilmente isto ocorrerá, embora não seja impossível.

Movimento

Mesmo sem atingir o nível esperado, o movimento de apostas de sexta-feira passada, somando-se o jogo das redes de apostas de São Paulo (R$ 140.000,00), Rio de Janeiro (R$ 117.369,00) e arremates (R$ 17.369,00) atingiu a soma de R$ 275.070,00. Esperava-se mais, mas embora o "apagão" fosse rápido, a iluminação da pista demorou a voltar. Assim, acreditamos que muitos turfistas que estavam nas agências do Rio de Janeiro e São Paulo não acompanharam as provas finais da reunião.

Amanhã

Estão programados para a noite de amanhã, em Cidade Jardim, nove páreos e, o que é raro, sem a participação de animais do Tarumã. É que muitos animais do turfe local estão sendo reservados para as corridas da semana do Grande Prêmio São Paulo, marcado para o próximo dia 15.

Acidente

A nota lamentável da reunião ocorreu na sexta prova. Que-Guanabara caiu na entrada da reta, quando liderava a corrida. O jóquei Cristiano Martins conseguiu se locomover para baixo da cerca interna, evitando que as conseqüências fossem mais graves. Cristiano, porém, foi internado com suspeita de fratura no braço esquerdo.