Um gol do meia Danilo salvou o Bahia de sofrer um novo vexame, ontem, no campeonato brasileiro. A vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza serviu como um bálsamo para a ferida aberta pela goleada de 6 a 0 sofrida para o Flamengo, no Maracanã, na rodada anterior.

Os três pontos ajudaram a afastar o Bahia da zona de rebaixamento e vão diminuir o ímpeto dos opositores do presidente Marcelo Guimarães. A má fase interessa ao grupo que deseja voltar ao poder no clube. O conselheiro Paulo Maracajá, que se diz afastado do Bahia, era um dos mais citados nas faixas mostradas por torcedores de facções ligadas ao cartola.

O jogo foi ruim. O Fortaleza respeitou demais um time dirigido pelo gerente de futebol Marcelo Chamusca, que assumiu a função como tampão, depois da demissão de Evaristo de Macedo. Chamusca tentou ser treinador algumas vezes, mas em todas foi reprovado anteriormente. Nas poucas vezes em que se soltou para o ataque, o time cearense levou perigo.

Mas a covardia foi punida no segundo tempo. Danilo entrou no lugar de Luiz Alberto e marcou o gol da vitória. A jogada começou com Preto, que passou a Didi. De calcanhar, o atacante serviu Danilo, que se livrou de um zagueiro e tocou na saída do goleiro Jefferson, no canto esquerdo.

O Fortaleza ainda tentou reagir com o atacante Vinicius, mas aí apareceu no jogo a firmeza do zagueiro Valdomiro, que espanou para o lado que estava virado todas as vezes em que precisou tirar a bola das proximidades do gol de Emerson.

Bahia 1×0 Fortaleza

Gol: Danilo aos 24 minutos do segundo tempo.

Bahia: Emerson; Guto, Marcelo Souza, Valdomiro e Lino; Neto, Luiz Alberto (Danilo), Preto e Possato (Ramos); Didi e Nonato. Técnico: Marcelo Chamusca.

Fortaleza: Jéfferson; Erandir, Erivélton e Ronaldo Angelim; Chiquinho, Dude, Wendell (Fabiano), Alysson e Sérgio (Mazinho); Vinícius e Finazzi. Técnico: Luiz Carlos Cruz.