São Paulo – Se não há esperanças de título, como nos tempos de Gustavo Kuerten, pelo menos há perspectivas de boas estréias no torneio de Roland Garros deste ano para os tenistas brasileiros. O sorteio realizado ontem, em Paris, resultou em adversários bons tanto para Flávio Saretta como para Marcos Daniel, os dois únicos já classificados para a chave principal. Saretta joga com o italiano Potito Starace, número 78 do ranking, enquanto Daniel pega um convidado dos organizadores -wild card – o francês Mathieu Montcourt, apenas o 213 da lista da ATP.

Hoje, Júlio Silva faz uma partida decisiva pelo qualifying. Enfrenta o checo Tomas Cakl e se vencer entra na chave. Este ano, Roland Garros aumentou a premiação para quase 14 milhões de euros, mais de US$ 17 milhões, pois só entrar na competição significa embolsar um cheque de 12,6 mil euros.

Roger Federer estréia amanhã diante do tenista local Arnaud Clement. Pela primeira vez na história, Roland Garros começa no domingo, só que com um número menor de jogos, um total de 12 apenas nas quadras principais.