A seleção brasileira fechou ontem a fase classificatória da etapa parisiense da Copa do Mundo de Ginástica, com cinco vagas nas finais, que serão realizadas hoje no Palácio Omnisports. Laís Souza foi a segunda na trave e no salto sobre o cavalo, além de sétima no solo; Daiane dos Santos terminou o primeiro dia de competições na liderança no solo e na quarta posição nas barras paralelas assimétricas. Somente as oito melhores em cada aparelho passam para a decisão, com previsão de transmissão ao vivo pela SporTv a partir das 5h30 (de Brasília).

Considerada favorita ao ouro no solo, Daiane não decepcionou, garantindo 9,300 com seu "Brasileirinho". A segunda colocada, Elizabeth Tweedle, ficou com 9,125. Laís, a sétima, teve uma exibição que lhe valeu 8,900. No salto sobre o cavalo, a ginasta de 17 anos mostrou que irá repetir o duelo que travou há um mês e meio no Ibirapuera com Oksana Chusovitina, do Uzbequistão. Laís fechou sua exibição com 9,225, contra 9,337 de Chusovitina.

Na trave, Laís foi a única a se classificar: 9,175, contra 9,500 da líder Stefani Bismpikou, da Grécia. Ana Paula Rodrigues, a outra brasileira no aparelho, ficou em 14.º (8,200). Nas paralelas assimétricas, Daiane conseguiu 9,075. A vencedora da classificação, Emilie Lepennec, conquistou 9,550. Ana Paula Rodrigues, com 8,650, terminou em 13.º.

A seleção brasileira feminina de ginástica integra o "Mulheres que Fazem o Brasil Brilhar", programa criado pela Bombril.