Foi contra o Santos que Dagoberto marcou seu primeiro gol com a camisa do São Paulo, na vitória por 2 a 0 no primeiro turno, na Vila Belmiro. E será contra o Santos, amanhã, às 18h10, no Morumbi, que Dagoberto tentará confirmar a condição de artilheiro do clube neste Brasileiro – tem seis gols, diante de cinco de Rogério Ceni e Borges.

"Aquela era uma situação diferente, eu ainda estava me adaptando ao clube", diz o camisa 25. "Hoje já estou me sentindo melhor, mas ainda tenho muito a crescer, muito a melhorar. A torcida pode esperar.

Amanhã, Dagoberto não terá a companhia de Aloísio, que está suspenso. Diego Tardelli e Borges brigam pela vaga. "O entrosamento está bom com qualquer um", diz Dagoberto.

O atacante, que foi companheiro de Kléber Pereira no Atlético-PR quer que a defesa tenha cuidado especial com o camisa 9 do Santos. "Ele é muito perigoso. Já provou isso neste Brasileiro.

O técnico Muricy Ramalho espera pela recuperação dos zagueiros André Dias e Alex Silva antes de anunciar o time.