O Paraná Clube terá, ao que tudo indica, duas modificações para o jogo de amanhã, às 16h20, no Durival Britto, frente ao Sport. Fernando Gabriel será o substituto de Lúcio Flávio, lesionado. No ataque, o técnico Dado Cavalcanti decidiu escalar Paulo Sérgio na vaga de Kayke. Mesmo tendo deixado no ar uma dúvida quanto às condições de Felipe Amorim, o atacante participou de todo o trabalho tático, praticamente garantindo escalação.

“Vou apenas esperar essa questão do Felipe Amorim. Se ele não jogar, entra o Kayke”, explicou Dado Cavalcanti. Amorim sentiu uma lesão de tornozelo frente à Chapecoense, mas não apresentou nenhuma limitação durante o treinamento tático. A comissão técnica aguarda uma reavaliação do atleta antes do apronto de hoje, para então oficializar o time. Mesmo prevendo um jogo duríssimo, Dado não abre mão de uma postura ofensiva e armou o time num 4-3-3.

No treino, o que seu viu foi a mesma dinâmica vista em jogos anteriores. Marcação pressão, tentando encurralar o adversário a partir de sua saída de bola. O Sport, na visão de Dado, ainda tem alguns problemas defensivos, mas conta com um ataque muito eficiente. Uma característica que vai ao encontro da campanha do time pernambucano, que ainda não empatou: são dez vitórias e seis derrotas. “É preciso atenção, mas vamos tentar impor o nosso ritmo. Precisamos desta vitória para encostar na terceira posição, ocupada exatamente pelo Sport”, lembrou Dado.

O treinador reconheceu que a ausência de Lúcio Flávio, ausente por três semanas devido a uma lesão muscular, afeta o comportamento do time. “É um jogador que sabe dar o ritmo à equipe. Sabe a hora de acelerar o jogo”, analisou. Fernando Gabriel terá a sua primeira chance como titular do time e encara com naturalidade a missão de substituir o capitão. “Acima de tudo, sei que se trata de uma decisão. Precisamos vencer”, arrematou.