Um inédito evento da área ciclística, reunindo atletas de até 23 anos de sete países latino-americanos, será realizado em Curitiba de 29 de janeiro a 2 de fevereiro de 2003. O anúncio da Copa Juvenil de Ciclismo da América foi feito nesse sábado (10) pelo diretor regional dos 7º Jogos Sul-Americanos em Curitiba e secretário municipal do Esporte e Lazer, Fernando Guedes.

O anúncio foi feito logo após a premiação dos vencedores da prova de mountain bike, realizada neste sábado nas trilhas do bosque do Parque Barigüi.

A proposta partiu de presidentes das federações de ciclismo dos países participantes dos Jogos, e encampada pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e pelos técnicos da Seleção Brasileira de Ciclismo, Adir Romeo e Iverson Ladewig, que treinam as equipes masculina e feminina no Velódromo Irineu Marinho, no Jardim Botânico.

O presidente da CBC, Bruno Caloi, disse que a Copa Juvenil terá como participantes Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Uruguai, Paraguai e Peru, em provas de pista e estrada. Vão Participar da Copa ciclistas masculinos juvenis e sub-23 (atletas de 16 a 22 anos), e mulheres juvenis e elite.

Participaram do anúncio da nova Copa os presidentes das federações de ciclismo do Uruguai, Daniel Gutierrez, do Chile, Claudio Muñoz, da Argentina, Hugo Wernly, e Ramón Castillo, do Paraguai.

Segundo o delegado da União Ciclística Internacional (UCI) e secretário-geral da Federação Pan-Americana de Ciclismo, Benito Sobero, “Curitiba, em definitivo, passa a sede do Centro de Referência em Ciclismo, pela excelente organização verificada durante os Jogos, pela preparação do pessoal técnico, da infra-estrutura, e por estar desde já pronta para receber o novo evento”.

Na avaliação do diretor técnico da CBC, José Luís Vasconcellos, o Centro de Excelência consolida Curitiba como referência em ciclismo no Brasil e alavanca essa modalidade esportiva não só nos países que compõem o Mercosul, como também todo o continente americano.

Sangue novo – Fernando Guedes disse que a Copa, em fevereiro de 2003, além de atrair nomes já consagrados do ciclismo na faixa etária definida pelo regulamento, deverá também revelar novos talentos juvenis. Além do velódromo, que servirá para a realização das provas de pista, Curitiba deverá oferecer aos participantes transporte, alimentação e alojamentos.

A Copa Juvenil da América inclui ainda provas de estrada. No início do calendário esportivo de 2003, Uruguai, Chile, Brasil, Argentina, Paraguai, Bolívia e Peru disputarão provas femininas de pista velocidade, 500 metros, individual e critério por pontos, além de pelotão estrada.

Os homens, na pista, concorrem nas modalidades, velocidade, quilômetro, perseguição individual e por equipes, critérios por pontos, volta olímpica, keirin, americana e eliminatória. E circuito de estrada por equipe e pelotão individual.

Também ficou definido que cada país estará representado por uma delegação masculina de dez componentes, no mínimo, sendo três juvenis, e seis mulheres, no mínimo, sendo duas juvenis.