Dois pilotos decidem hoje, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, o título da contagiante Fórmula Truck: o paulista Roberval Andrade, que compete com caminhão Scania, e o paranaense Wellington Cirino, Mercedes. As chances de Andrade ser campeão são bem maiores. Depois de sete etapas disputadas, ele soma 130 pontos, diante de 111 de Cirino. A corrida de hoje, com transmissão pela TV Bandeirantes a partir das 14h, é a oitava e última da temporada.

Qualquer outro resultado que não dê a vitória ao piloto da Mercedes garante para Andrade a conquista. E mesmo assim se o paulista for quarto, não importa a classificação de Cirino. Andrade poderia ter sido campeão já em Tarumã, dia 20, na sétima etapa, mas Cirino, vencedor do campeonato do ano passado, chegou em primeiro, deixando-o em segundo, o que transferiu a definição do título para hoje.

Apesar de a matemática ser amplamente favorável a Andrade, o retrospecto de Cirino em Curitiba é excelente: ele estabeleceu a pole position e ganhou as duas últimas edições da prova. Nas duas anteriores conseguiu uma segunda e uma terceira colocação. Mas Andrade comentou estar tranquilo: “Achei que iria ficar ansioso, com a aproximação do dia da corrida. Não é o que está acontecendo, acho que é porque minha situação é confortável”, falou o piloto da Scania.

A luta pelo terceiro lugar no campeonato é intensa. Renato Martins, com Volkwagen, tem 78 pontos, enquanto Djalma Fogaça, Ford, 75, e Beto Monteiro, Ford, 63.