Em meio à má fase do Flamengo no Campeonato Brasileiro, o volante Cuéllar aproveitou para ganhar espaço e se tornar titular. Já são dois jogos consecutivos entre os 11 que iniciam a partida, e o colombiano tem agradado. Nesta terça-feira, ele considerou “normal” as entradas e saídas na equipe e celebrou o novo momento.

“Isso é normal no futebol. A situação muda dia a dia e foi isso que aconteceu comigo. Agora estou jogando. Tive a oportunidade e estou tratando de dar meu máximo, de melhorar nos treinamentos e nos jogos. O Flamengo tem um elenco muito grande, de qualidade, e isso é importante. Quem tiver que jogar, dará seu melhor pelo Flamengo”, disse.

Para Cuéllar, a titularidade no Flamengo pode levá-lo ao seu grande sonho, que é jogar a Copa do Mundo de 2018 com a seleção colombiana. “Em um curto prazo, desejo cumprir meu sonho, que é jogar a Copa do Mundo. Jogando no Flamengo, qualquer um pode ser convocado para a seleção de seu país.”

O volante tem atuado no lugar que era de Willian Arão, que caiu de rendimento e tem ficado no banco. Na vitória contra a Ponte Preta e no empate diante do Fluminense, Cuéllar mostrou seu conhecido poder de marcação, mas ele mesmo admite que precisa evoluir nos próximos jogos para manter-se no time.

“Acho que posso melhorar ainda mais. Me cobro muito para jogar cada vez melhor. Quem joga no Flamengo não quer mais sair. Um time grande, com a maior torcida do Brasil, com uma infraestrutura muito boa. Todo mundo quer vir para o Flamengo. Se tiver as oportunidades, é buscar aproveitar e fazer meu máximo para permanecer no clube.”

Cuéllar e o restante do elenco do Flamengo trabalharam nesta terça-feira no Ninho do Urubu. Eles participaram de atividades técnicas e táticas, com foco em jogadas de bola parada e finalizações, visando o duelo desta quinta contra a Chapecoense, em casa, pelo Brasileirão.