O técnico Cuca mostrou certa insatisfação com o ataque do Atlético-MG na vitória por 3 a 1 sobre o Cene, na noite da última quarta-feira, em Dourados (MS), mas comemorou o fato de o resultado ter garantido ao seu time a classificação antecipada para a segunda fase da Copa do Brasil. Ao vencer por dois gols de diferença, a equipe eliminou o duelo de volta. Apesar disso, o treinador cobrou evolução dos seus jogadores nas finalizações.

“Em uma partida onde você finaliza mais do que 30 vezes, tem que fazer mais gols do que se fez. Geralmente não se cria e não se perde tantas chances. Mas, mesmo tendo feito apenas três gols diante de tantas oportunidades, conseguimos o nosso objetivo, que era passar adiante na competição”, analisou o comandante.

Já o meia Mancini, que entrou em campo apenas aos 15 minutos do segundo tempo, substituindo Danilinho, comemorou o fato de ter marcado o terceiro gol atleticano. O gol depois se mostrou decisivo, pois Márcio José balançou as redes pelo Cene no final do confronto e o placar de 2 a 1 obrigaria o Atlético-MG a disputar a partida de volta neste primeiro mata-mata.

“Mais uma vez, provei minha qualidade, minha importância. A força do grupo é essa, estou em um momento muito bom, um ano maravilhoso, fisicamente muito bem, cabeça boa, bem equilibrado. Então, é continuar porque estou muito focado e centrado este ano no Atlético”, ressaltou Mancini, que ajudou o Atlético-MG a conquistar a sua sétima vitória em sete jogos nesta temporada.