Cuca analisa possibilidades
de lançar três zagueiros.

O técnico Cuca transfere ao rival Coritiba um certo favoritismo no clássico do próximo domingo. “Apenas até a bola rolar”, frisou. O treinador destacou o bom momento do seu próximo adversário no Brasileirão, que obteve uma vitória expressiva em Minas Gerais – a segunda consecutiva. A análise, segundo Cuca, independe da boa campanha do Paraná Clube. Único time do campeonato com 100% de aproveitamento em casa, o tricolor vai em busca dos primeiros três pontos na condição de visitante, para quebrar um tabu de sete anos.

O tricolor não obtém vitória sobre o Coritiba, no Couto Pereira, desde a final do campeonato paranaense de 1996 (28 de julho). “Eles jogam em casa e vêm de uma vitória que ninguém esperava, derrubando um dos líderes”, ponderou Cuca. O técnico paranista não pretende “fazer mistério”, mas não antecipou a formação que irá colocar em ação no domingo. Acenou até com algumas alterações táticas viáveis para um jogo deste porte, que vai “sacudir” Curitiba. O Paraná não terá o capitão Ageu – suspenso pelo terceiro cartão amarelo – mas o volante Fernando Miguel retorna.

“Podemos até utilizar três zagueiros”, disparou Cuca. No treino de ontem (os reservas enfrentaram um combinado de jogadores sem clube, em um coletivo), o técnico ficou atento às atuações de Sandro Blum, Weligton e Fernando Lombardi. Numa simples reposição para a ausência de Ageu, Weligton seria o suplente imediato, por ser canhoto. A experiência de Sandro Blum também é outro aspecto a ser analisado pela comissão técnica. Estas opções para a composição da zaga serão testadas ao longo da semana.

No meio-de-campo, outra indefinição. Cuca elogiou os desempenhos de Goiano e Émerson, mas deixou claro que Fernando Miguel, um marcador nato, tem presença assegurada. A definição do setor também depende da recuperação de Fernandinho. O meia segue se recuperando de uma neuropatia na perna esquerda, mas ontem já deu algumas voltas no gramado de Vila Capanema.

Três zagueiros, num 3-5-2, ou a manutenção do 4-4-2 (com dois meias criativos ou três volantes) são as variantes que serão testadas entre hoje e sexta-feira, para que Cuca opte pelo time mais coeso para o segundo clássico paranaense do Brasileirão-2003.