Se, para muitos, a proximidade de Cuca com o Cruzeiro, de onde saiu há menos de dois meses, seria impeditiva para que o treinador assumisse o Atlético-MG, para o presidente alvinegro a situação é exatamente contrária. “Só existe um técnico que conhece mais o Atlético do que o Dorival Júnior, que é o Cuca. Ele estudou o Atlético, ele conhece o Atlético”, disse Kalil, falando do novo treinador atleticano, que chega para a vaga do demitido Dorival.

Cuca assume o clube alvinegro com a missão de reabilitar o time, que perdeu oito das 15 partidas disputadas este ano pelo Campeonato Brasileiro. Atualmente, o Atlético-MG está na 14ª posição, com 15 pontos, e tem a terceira defesa mais vazada da competição, atrás apenas do América-MG e do Avaí, ambos na zona de rebaixamento.

A ideia inicial da diretoria alvinegra era que Cuca já comandasse o treino do Atlético-MG na tarde desta segunda. No entanto, o mau tempo em Curitiba causou atraso no voo para Belo Horizonte e atrapalhou os planos. O novo técnico chegou à Cidade do Galo, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, já de noite e comanda o primeiro treino na terça.

Ele vai fazer sua estreia à frente do Atlético-MG na quarta, diante do Botafogo, pela Copa Sul-Americana. “Estou feliz de retornar a Belo Horizonte. Chego esperançoso, animado, com uma expectativa grande de fazer um bom trabalho e confiando no grupo do Atlético, que conheço bem”, disse Cuca, que já traçou metas: “Fazer uma boa recuperação no Campeonato Brasileiro e, quem sabe, lutar por uma vaga na Libertadores”, declarou o treinador.

Pelo Cruzeiro, que assumiu em junho do ano passado, Cuca foi vice-campeão brasileiro e campeão mineiro. Ele foi demitido após um início ruim no Brasileirão e a eliminação precoce na Libertadores, nas oitavas de final, depois de fazer a melhor campanha na fase de grupos.