Antiga algoz brasileira, Cuba está fora do torneio de vôlei feminino da Olimpíada de Londres. Nesta sexta-feira, a seleção foi derrotada de forma dramática pelo Japão, por 3 sets a 2 (25/23, 18/25, 25/16, 23/25 e 17/15), e não tem mais chances de classificação no Pré-Olímpico Mundial, que está acontecendo em Tóquio.

Com o resultado, a equipe cubana chegou à quarta derrota em cinco partidas disputadas e está na sexta colocação da competição. Mesmo com dois jogos pela frente, contra Taiwan e Tailândia, a seleção não tem mais chances de brigar por uma das três vagas nos Jogos de Londres que estão em disputa.

As cubanas viveram seu grande momento no vôlei feminino há duas décadas, quando foram tricampeãs olímpicas, em Barcelona-1992, Atlanta-1996 e Sidney-2000. Em 1996 e 2000, a seleção brasileira caiu diante delas nas semifinais e acabou ficando com o bronze em ambas as edições.

Em 2004, quem tirou o Brasil nas semifinais foi a Rússia, em jogo que esteve nas mãos da seleção do técnico José Roberto Guimarães. Se Cuba não conseguiu a vaga, nesta sexta as russas se garantiram em Londres, com uma vitória por 3 sets a 1 diante da Sérvia, com parciais de (25/18, 25/11, 14/25 e 25/22).

O resultado levou o time russo à primeira colocação do Pré-Olímpico, com cinco vitórias em cinco partidas disputadas. Assim, a seleção europeia não pode mais perder uma das três vagas, mesmo com duas rodadas ainda por jogar.