O técnico Cuca exaltou a conquista do primeiro lugar da fase de classificação do Campeonato Mineiro, obtida no domingo com a vitória por 1 a 0 sobre o Uberaba, fora de casa. Nas semifinais do estadual, a equipe vai enfrentar o América de Teófilo Otoni, quarto colocado na primeira fase e goleado pelo Atlético por 7 a 1 na rodada final. Mesmo assim, o treinador prevê dificuldades.

“Cada jogo é uma história. Pode ter certeza que teremos muitas dificuldades com o América-TO, porque é uma boa equipe. Temos as vantagens que o primeiro lugar conquista, é a regra do jogo. O primeiro lugar joga por dois empates. Lá na frente pode ser que isso faça a diferença”, afirmou.

Apesar da liderança do Cruzeiro, Cuca evitou apontar o clube como favorito ao título do Campeonato Mineiro. O treinador ressaltou que uma atuação ruim pode abalar a excelente campanha da equipe no estadual e também na Libertadores, na qual o Cruzeiro realizou a melhor campanha da fase de grupos.

“A gente não tem que falar quem é favorito, Temos que jogar e mostrar dentro de campo. Agora entra a fase de mata-mata, tanto do Mineiro quanto da Libertadores, e não podemos estar em um dia ruim. Temos um grupo bem trabalhado, com bons profissionais, que se cuidam fora de campo”, disse.

O Cruzeiro não teve atuação destacada diante do Uberaba, mas deixou Cuca satisfeito diante das dificuldades enfrentadas pela equipe. O treinador lembrou que o time entrou em campo cansado, já que atuou na quarta-feira na Argentina, pela Libertadores, com vitória por 3 a 0 sobre o Estudiantes.

“Temos que analisar no geral. A semana para nós foi desgastante demais, viajamos para a Argentina na segunda-feira. Jogamos um jogo pesado, com areia no campo, chuva no segundo tempo. No dia seguinte viajamos pela manhã e chegamos às 20h. Encaramos um adversário descansado. Fizemos cinco mudanças, não treinamos o time. Conseguimos uma vitória muito difícil, que nos deixa com a missão cumprida nessa primeira etapa, que era a liderança do Mineiro e da Libertadores”, comentou.