O Cruzeiro confia no retrospecto para chegar à fase de grupos da Taça Libertadores. Nesta noite, começa a disputar a vaga com um ?velho freguês??: o Cerro Porteño, rival para o qual jamais perdeu. Até agora, foram cinco vitórias e um empate em seis partidas. E a torcida espera mais um triunfo no jogo marcado para as 21h50, no Mineirão. Os jogadores acreditam que a disputa não é tão fácil e entendem que uma vitória por boa margem de gols será fundamental.

Marquinhos é lateral-direito, deve ser escalado no meio-campo. Com isso, Apodi, que apóia bastante, vai entrar na defesa. O zagueiro equatoriano Espinoza viajou ontem para Assunção, para retirar visto de trabalho no Brasil, e garantiu que retorna a tempo de jogar. Se garantir a vaga, o Cruzeiro vai entrar no Grupo 1, com San Lorenzo (Argentina), Real Potosí (Bolívia) e Caracas (Venezuela).

Ontem, o Arsenal, da Argentina, bateu o Mineros, da Venezuela, por 2 a 0, em Sarandí. Os argentinos podem perder por um gol de diferença o jogo de volta, dia 5 de fevereiro, que avançam à fase de grupos.