O Cruzeiro tem um duro desafio pela frente nesta quarta-feira, a partir das 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Depois de duas derrotas seguidas, para Atlético-GO e Botafogo, o time mineiro encara agora o embalado Flamengo, que é o último invicto do Campeonato Brasileiro e ocupa a vice-liderança.

Enquanto o Flamengo está embalado e já soma 27 pontos, o Cruzeiro entra nesta 14ª rodada do campeonato como nono colocado, com 18 pontos. Mas os cruzeirenses lembram que a última vitória do time foi justamente contra o líder Corinthians, que até então também não havia sido derrotado por ninguém no Brasileirão.

“Todo jogo é difícil. A gente tem que pensar em ganhar. Não importa como o Flamengo está bem, está vencendo. Temos condição de tirar essa invencibilidade deles. A gente foi lá em São Paulo e venceu o Corinthians”, afirmou Diego Renan, referindo-se ao jogo realizado no Pacaembu em 24 de julho, pela 11ª rodada.

O lateral está recuperado de um estiramento muscular e, depois de uma semana de treinos físicos, deve voltar ao time para auxiliar o Cruzeiro no difícil confronto desta quarta-feira. E, sem citar nomes, Diego Renan já adiantou que tem a missão, junto com outros companheiros, de anular jogadores do Flamengo que “podem criar dificuldades”.

“Estou á disposição, tanto do lado esquerdo quando no direito. O importante é ajudar a equipe. O Joel (Joel Santana, técnico do Cruzeiro) sabe muito bem o que precisa fazer para neutralizar os adversários”, declarou Diego Renan, que deve ser responsável direto pela marcação do astro Ronaldinho Gaúcho.

Mas, enquanto o time poderá contar com o retorno de Diego Renan, Joel Santana não terá condição de escalar Roger para o jogo. O meia foi vetado pelo departamento médico por causa de uma entorse no tornozelo esquerdo, resultado de uma pancada que levou na derrota por 1 a 0 para o Botafogo no último sábado.