Depois de poupar sete jogadores na segunda partida da semifinal diante do Villa Nova – havia vencido por 4 a 0 na ida -, o Cruzeiro terá a volta de sua equipe titular completa para o primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro, contra o Atlético-MG, neste domingo. Quem confirmou foi o técnico Marcelo Oliveira, que aposta em um time “equilibrado” para largar na frente na final, mesmo jogando no Independência.

“O time é o que vinha jogando. Volta o Fábio, o Ceará, volta o Léo, volta o Everton, o Dagoberto, o Nilton e o (Everton) Ribeiro também. Temos que estar muito concentrados, muito equilibrados emocionalmente, taticamente e acima de tudo ter uma grande superação. Jogo complicado, que pode ser definido no comprometimento, na superação, mas no detalhe, no talento do jogador. Tudo vai se decidir no momento, fator emocional, fator tático, e principalmente a criatividade e a técnica dos bons jogadores”, comentou.

O Cruzeiro vem de uma campanha quase perfeita no estadual, com 12 vitórias e um empate em 13 partidas. Mesmo admitindo que em um clássico o retrospecto deve ser esquecido, Marcelo Oliveira afirmou que os resultados provam que a equipe tem o necessário para passar pelo Atlético-MG, que tem encantado nesta temporada com seu futebol ofensivo.

“O adversário, jogando em seu campo, pode ser que saia forte para cima, traga o torcedor junto e para todas essas situações nós estamos nos preparando. Entendemos que nós estamos fortes para não só anular essas situações, mas também jogar como o Cruzeiro vem jogando. Clássico é sempre uma prova de fogo, em qualquer circunstância. O grau de dificuldade é imenso e acho que temos que lutar muito por esse resultado”, disse.