A diretoria do Cruzeiro confirmou nesta sexta-feira a venda do volante Henrique para o Santos. O acerto já era esperado desde quinta, quando foram concluídas as negociações. Um grupo de investidores adquiriu 80% dos direitos do atleta junto ao Banco BMG e repassou-o ao clube paulista.

Henrique, de 26 anos, defendia o Cruzeiro desde o início de 2008. Ao todo, disputou 179 partidas, marcou 12 gols e participou das conquistas de três Estaduais (2008, 2009 e 2011), além do vice-campeonato da Libertadores de 2009. Como disputou apenas cinco partidas pelo time mineiro neste Brasileirão, o jogador pôde efetivar a transferência para o Santos.

O interesse do time paulista por Henrique não era novo. Desde o ano passado, quando Dorival Júnior ainda era o treinador, o Santos tenta levar o volante para a Vila Belmiro. E o assédio aumentou depois que Adilson Batista assumiu o comando do time, no fim de 2010. Mas, na época, o Cruzeiro conseguiu convencer o jogador a ficar por lá para disputar a Copa Libertadores.

Depois das boas atuações pelo Cruzeiro nos últimos tempos, Henrique chegou a ser convocado pelo técnico Mano Menezes para defender a seleção brasileira neste ano – esteve no grupo que enfrentou a Escócia em amistoso realizado em março.

A chegada de Henrique atende os pedidos de reforços do Muricy Ramalho, insatisfeito com os desfalques do time neste Brasileirão por conta de negociações e convocações para a seleção brasileira. Antes do acerto com o volante, a diretoria não teve sucesso na tentativa de repatriar o meia Cleiton Xavier, atualmente no Metalist Kharkiv, da Ucrânia.

Além de Henrique, o lateral-direito Leandro Silva foi apresentado na quinta. Ele poderá substituir Jonathan, negociado com a Inter de Milão nesta semana. O Santos espera ainda anunciar o atacante Alan Kardec nesta sexta.