O técnico Cristóvão Borges mostrou confiança na força mental do time do Vasco para encarar a decisão desta quarta-feira, contra o Corinthians, no Pacaembu, pelas quartas de final da Libertadores. Como houve empate de 0 a 0 no jogo de ida, semana passada, em São Januário, uma igualdade com gols em São Paulo garante a classificação vascaína.

“O nosso time interpreta bem o jogo. Vamos controlar a ansiedade e o (aspecto) mental para fazer uma boa apresentação”, afirmou Cristóvão Borges, que não quis adiantar a escalação vascaína para o jogo decisivo desta quarta-feira no Pacaembu. “Evoluímos na questão do mata-mata. Isso não quer dizer que vamos ganhar, mas estamos prontos.”

O treinador do Vasco também preparou seu time para suportar a pressão corintiana no Pacaembu. “Acho que o Corinthians vai pressionar porque precisa ganhar o jogo, mas não esperamos que eles venham desesperados para cima. Existe muito equilíbrio, é o tipo de jogo que não se pode dar chance. Qualquer

oportunidade você paga caro”, avaliou Cristóvão Borges.