Cristiano Ronaldo 4 x 2 Ibrahimovic. Num duelo de titãs, para ficar a história, o português certamente conquistou os votos dos indecisos na eleição da Bola de Ouro da Fifa. O craque do Real Madrid deu 11 chutes a gol, fez três gols e, somados ao que já havia marcado no jogo de ida, em Lisboa, colocou Portugal na Copa do Mundo.

Os colonizadores lusos voltarão ao Brasil depois da vitória por 3 a 2 sobre a Suécia, nesta terça-feira, em Solna. No jogo de ida, no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal já havia vencido por 1 a 0 e, por isso, tinha a vantagem de jogar por uma derrota por um gol de diferença, desde que também marcasse gols. Ainda assim ganhou.

Ibrahimovic, que nada fez em Lisboa, jogava diante da sua torcida para tentar provar que tem condições de brigar com Cristiano Ronaldo pelo posto de melhor do mundo em 2013. Fez uma partida excelente, que colocaria a Suécia na Copa. Na condicional, porque do outro lado estava um jogador talvez ainda mais fora de série.

Ronaldo abriu o placar aos 5 minutos do segundo tempo. Recebeu de João Moutinho, cara a cara com Isaksson, e bateu com toda a frieza do mundo. Ibrahimovic sabia que a Suécia precisava de três gols e foi atrás deles. Empatou aos 23, de cabeça, após cobrança de escanteio.

O craque do PSG virou o jogo aos 27, de falta. Na entrada da área, Ibra pegou Rui Patrício no contrapé, com um chute baixo. Mas Cristiano Ronaldo é o craque do ano. Cinco minutos depois, mais uma grande assistência. Desta vez de Hugo Almeida, que deixou a estrela mundial na cara do gol: caixa.

O terceiro foi ainda mais bonito, com passe de João Moutinho. Cristiano Ronaldo driblou o pobre Isaksson e mandou para as redes. O português ainda teria outras duas chances de fazer, desperdiçou, mas nada que tirasse do craque o posto de herói dos portugueses.

VAGA GARANTIDA – No Brasil, Portugal disputará a sua quarta Copa do Mundo seguida. Os portugueses, que só haviam ido aos Mundiais de 1966 (quando ficaram em terceiro, liderados por Eusébio) e 1986, voltaram a conseguir a classificação para 2002, no Japão e na Coreia do Sul, ficando nas quartas de final.

Na Alemanha, em 2006, já com Cristiano Ronaldo, a equipe então treinada por Luiz Felipe Scolari terminou em quarto. Depois, parou nas oitavas de final na África do Sul, eliminada pela arquirrival Espanha, que viria a ser campeã.

Nas Eliminatórias para esta Copa do Mundo, Portugal correu sério risco. Perdeu da Rússia, empatou com Irlanda do Norte (em casa) e Israel, e ficou dependendo de uma sequência de vitórias. Conseguiu. Ficou atrás da Rússia, mas conseguiu terminar em segundo no grupo e se classificar para a repescagem.

No sorteio, como cabeça de chave, deu azar ao pegar a Suécia. No jogo de ida, em Lisboa, venceu graças a um gol de Cristiano Ronaldo. O craque, apagado naquele jogo, foi provocado, deu cabeçada num rival, levou cartão amarelo, e desencantou com um gol a oito minutos do fim, colocando os portugueses em vantagem.

Além de Cristiano Ronaldo, Portugal promete vir ao Brasil com jogadores como Pepe e Fabio Coentrão (ambos do Real Madrid), João Moutinho (Monaco) e Nani (Manchester United). A Suécia, porém, dependia mesmo do talento de Ibrahimovic.

CLASSIFICADOS – Com as classificações de Portugal, Grécia e Croácia, agora restam apenas três vagas no Mundial a serem preenchidas. Os outros 26 países já assegurados na competição são os seguintes: Brasil (país-sede), Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Bélgica, Itália, Alemanha, Holanda, Suíça, Rússia, Bósnia-Herzegovina, Inglaterra, Espanha, Estados Unidos, Costa Rica, Honduras, Irã, Coreia do Sul, Japão, Austrália, Nigéria, Gana, Camarões, Costa do Marfim e Argélia. México e Uruguai estão muito perto da classificação.