Cristiano Ronaldo está mesmo vivendo uma fase mágica. Depois de ser eleito o melhor jogador do mundo no ano de 2014 pela Fifa, em premiação ocorrida na segunda-feira, na noite de quarta ele foi escolhido o principal jogador do século da Federação Portuguesa. Ele recebeu a honraria durante a festa para celebração do 100.º aniversário da entidade.

A eleição foi feita através da internet pelos torcedores. E para ficar com o prêmio, Cristiano Ronaldo precisou superar dois dos maiores ídolos do país: Figo e Eusébio. O atacante do Real Madrid teve 48,34% dos votos, pouco à frente do ex-jogador do Benfica, morto em janeiro de 2014, que teve 47,10%. O ex-meia de Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão veio na sequência, em terceiro, com somente 4,56% dos votos.

Cristiano Ronaldo não pôde viajar até Estoril, onde aconteceu a festa, e foi representado por seu agente, Jorge Mendes, que chamou o jogador de “melhor esportista da história” e se emocionou ao falar da trajetória dele.

A Federação Portuguesa de Futebol também elegeu o melhor jogador de cada posição nestes cem anos de história. O curioso é que Cristiano Ronaldo ficou apenas na segunda colocação entre os atacantes, com 31,26% dos votos, atrás justamente de Eusébio, que teve 32,03%. Paulo Futre, Peyroteo e Pauleta completam a lista.

Entre os meias, Figo foi mesmo o melhor, com 30,47%, seguido por Coluna, Rui Costa, Chalana e o brasileiro naturalizado português Deco, que recebeu 7,68% dos votos. Vitor Baía e Humberto Coelho foram escolhidos, respectivamente, melhores goleiro e defensor do centenário.

Com isso, foi formada a seleção do século da federação, composta por: Vítor Baía; Fernando Couto, Germano, Humberto Coelho e Ricardo Carvalho; Coluna, Luís Figo e Rui Costa; Cristiano Ronaldo, Eusébio e Paulo Futre.