Após a classificação às semifinais da Liga dos Campeões, o zagueiro brasileiro Cris valorizou a determinação do Lyon no duelo francês contra o Bordeaux, nesta quarta-feira. Capitão da equipe, o ex-jogador de Corinthians e Cruzeiro liderou a defesa responsável por fazer valer a vitória no confronto de ida. Para Cris, o maior mérito de seu time foi não abaixar a cabeça, mesmo sendo derrotado por 1 a 0.

“Quando eles marcaram no primeiro tempo, nós não abaixamos a cabeça”, disse o zagueiro do Lyon, que venceu por 3 a 1 no primeiro jogo. “Antes da partida, nós falamos para nós mesmos que, ainda que tomássemos um gol, estaríamos classificados. E foi isso o que aconteceu”, continuou Cris. “A segunda etapa foi difícil porque passamos o tempo inteiro nos defendendo.”

O técnico Claude Puel foi outro a apontar a atuação do Lyon na etapa complementar como decisiva para a classificação inédita às semifinais. “Acho que controlamos bem o segundo tempo”, afirmou Claude Puel, que viu sua equipe ficar em desvantagem no fim da primeira etapa, com o gol do marroquino Chamakh. “Não foi uma partida fácil. Sentimos um pouco de pressão”, admitiu.

Pelo lado do Bordeaux, atual campeão francês, ficou a lamentação pela derrota fora de casa, no confronto de ida. “Nos arrependemos mais do primeiro jogo. Nós fizemos o que tínhamos de fazer no segundo jogo”, comentou o técnico Laurent Blanc. “Me arrependo da primeira partida porque a falta de experiência da nossa defesa nos custou ao menos dois gols”, concluiu.