O clássico Atletiba, o maior do futebol paranaense, mexe com os torcedores e, lamentavelmente, às vezes cenas de violência são vistas dentro e fora dos estádios.

Com o objetivo de promover a paz entre os antigos rivais, um grupo de amigos promove há dois anos o Churrasco da Paz, que é realizado antes de todos os clássicos Atletiba. “Começou na primeira partida da final do Paranaense de 2008. Esta vai ser a décima edição e o grupo vem crescendo. No começo éramos 12 pessoas e hoje já somos quase 40”, diz Giovani Augusto Valério, publicitário, de 23 anos e um dos organizadores do evento. “Conversamos alguns dias antes do jogo e resolvemos fazer um churrasco para nos reunir. O objetivo maior é confraternizar”, completou.

O publicitário acredita que, com pequenos gestos, é possível recuperar a imagem do futebol brasileiro. “Tomo como exemplo o que aconteceu no ano passado, que muita gente passou a desacreditar no futebol. No estádio torço muito para meu time e tiro sarro do adversário, mas fora convivemos tranquilamente com os atleticanos”, disse o coxa-branca.

O torcedor não acredita que o problema de violência nos estádios seja culpa exclusivamente das torcidas organizadas. “Acho que problemas da sociedade são resolvidos nos campos. A meu ver, o problema são os comandos e não as organizadas. O que precisa é punição. No futebol há muito mais pessoas boas do que ruins”, concluiu Giovani.