O Coritiba deve ter praticamente força máxima para o confronto contra a Portuguesa, na semana que vem, no Couto Pereira, pela 3.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Esse “upgrade” no time do técnico Marcelo Oliveira se deve ao recesso na competição, que dará para recuperar os jogadores fisicamente e também “zerar” o departamento médico.

No momento, seis jogadores passam por esta transição, entre sair do DM e voltar aos gramados: o zagueiro Pereira, os volantes Gil e Chico e os meio-campistas Tcheco, Rafinha e Rafael Silva. Todos eles estão na reta final da recuperação e possivelmente estarão liberados para encarar a Lusa. “Penso que sim. Dentro da progressão funcional, a saída do departamento médico e os trabalhos com fisioterapia e preparação física estão sendo respeitadas e os atletas estão cumprindo bem. Acredito que vamos ter todos à disposição contra a Portuguesa”, explicou o preparador físico do Coxa, Alexandre Lopes.

Além de possivelmente contar com todos os jogadores, o técnico Marcelo Oliveira poderá ter um grupo quase que 100% fisicamente, algo fundamental para essa época do ano, por conta da maratona de jogos de todo o primeiro semestre. “É importante tanto no aspecto físico, porque a sequência de jogos causa uma sobrecarga em alguns componentes físicos, como no aspecto tático, porque é um período que o treinador tem para ajustar a equipe”, acrescentou Lopes.

Entretanto, o preparador físico ressaltou que nestes dois dias – terça-feira e ontem -que o grupo se dedicou exclusivamente às atividades físicas, não significa que a bateria de exercícios foi aumentada. Pelo contrário. “Às vezes, nem é de tanta carga os treinos. O que acontece é que temos que tirá-los do treinamento, porque eles já estão em uma sobrecarga muito grande”, completou.

Atualmente, Marcelo Oliveira não conta com apenas cinco jogadores do elenco para os treinamentos, entre eles o lateral-direito Jackson, que se recupera de uma ruptura ligamento cruzado anterior do joelho direito, e o zagueiro Cleiton, que sofreu a mesma lesão, mas no joelho esquerdo. Os dois só devem retornar em outubro.

Os outros são o atacante Keirrison, que também se recupera de uma lesão no joelho, mas está em fase final de tratamento e deve retornar aos treinamentos em julho. Antes disso, os meio-campistas Thiago Primão, com lesão muscular, e Geraldo, com uma fratura no pé por estresse, devem se reintegrar ao elenco mês que vem.