Foto: Valquir Aureliano

Ânderson Gomes festeja o primeiro gol, que abriu a vitória coxa de ontem, na Vila.

Num clássico de grandes emoções, o Coritiba venceu o Paraná Clube na Vila Capanema, ontem, por 3 a 1. Com o resultado, o Alviverde se tornou a melhor equipe do Campeonato Paranaense e entra na próxima fase com a vantagem de jogar por dois empates contra o Paranavaí. Já o Tricolor encara o Atlético também podendo ter resultados iguais. Hoje pela manhã, a Federação Paranaense de Futebol determina locais, horários e arbitragem para as semifinais do Estadual.

Depois de cinco anos sem se encontrar na Vila Capanema, Paraná e Coritiba voltaram a atuar na remodelada casa paranista e o que não faltou foi emoção. Valendo a primeira colocação no grupo A, os reservas do Tricolor deram uma canseira nos titulares alviverdes. Mas, a categoria de Keirrison falou mais alto na abertura do marcador. Após uma boa tabela com Douglas Silva, ele chutou para Flávio rebater. Na corrida, Ânderson Gomes só completou.

Os comandados de Zetti não se abalaram e foram para cima e quase levaram o segundo através de Túlio, mas se recuperaram e poderiam ter chegado à igualadade. Primeiro, num lance discutível de bola na mão do zagueiro Luizão dentro da área. A arbitragem não marcou nada. Logo em seguida, Léo Mattos fuzilou da direita e Lima tocou para a rede, mas a arbitragem viu impedimento. ?Pênalti e gol legítimo?, reclamou Zetti.

Já o atacante Ânderson Gomes comemorou a vantagem inicial do Coxa. ?Agora, temos que manter esse ritmo no segundo tempo?, analisou. No entanto, a contusão de Felipe Alves começou a mudar a história do jogo. O meia Renan, a opção de Zetti por mais criatividade, deixou tudo igual numa cobrança de falta preciosa. Dispensado pelo Coritiba, ele mandou no canto e Artur não alcançou.

Aí foi a vez de Macuglia mostrar serviço. Precisando da vitória para somar a vantagem, o treinador coxa armou a equipe no 3-5-2, corrigiu os erros sucessivos da defesa e foi feliz. Principalmente pela entrada de Hugo, que entrou para definir a partida. Primeiro, ele recebeu um cruzamento da esquerda de Daniel Cruz e só completou. A vantagem deixou a equipe verde à vontade para matar a partida nos contra-ataques.

Quando a torcida paranista já ia embora, Keirrison puxou o ataque, lançou Hugo, que serviu a Henrique, que só não fez porque foi derrubado por Neguete. O artilheiro Keirrison bateu com precisão e fechou a vitória alviverde no último lance da partida.

Objetivo alcançado

?Jogamos pela vantagem.? Assim, o técnico Guilherme Macuglia resumiu o que foi a vitória de ontem sobre o Paraná Clube por 3 a 1. Para ele, antes de evitar um confronto contra o Atlético na semifinal do Campeonato Paranaense, o Coritiba queria mesmo era garantir a possibilidade de poder empatar duas vezes contra o Vermelhinho. ?Essa era a nossa idéia. Felizmente conseguimos e, independente de quem viria, a gente sabe que o Paranavaí ganhou do Atlético, empatou na Baixada e é um adversário perigoso?, apontou.

Zetti irritado com desorganização

Irapitan Costa

O técnico Zetti deixou transparecer toda a sua irritação após o jogo. Creditou a derrota do Paraná Clube à desorganização do campeonato e a arbitragem ?tendenciosa? de ontem à noite. ?Se estiver errado, posso até pedir desculpa. Mas, ali, à margem do gramado, vi um árbitro que não deu dois pênaltis e anulou um gol, para mim, legítimo?, comentou o treinador. ?Atingimos nossa meta. Estamos classificados. Agora, é outro discurso. Um mata-mata, diante do Atlético?. Na avaliação de Zetti, mesmo com o time reserva, o Paraná teve bons momentos no jogo e criou situações para garantir a vitória.

Campeonato Paranaense
Local: Durival de Britto, em Curitiba
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Francisco Aurélio do Prado e Ubiratã Ferrari Lima.
Cartões amarelos: Luizão (C), Felipe Alves (P), China (C), Adriano (C), Araújo (P),
Gols: Anderson Gomes (C) , aos 9 min do 1.º tempo; Renan (P), aos 3 min; Hugo (C), aos 32 min e Keirrison, aos 49 min do 2.º tempo;

PARANÁ  CLUBE 1 X 3 CORITIBA

Paraná Clube
Flávio, Leo Mattos, Da Silva, Neguette e Digão (Parral); Araújo, Serginho, Felipe Alves (Renan), Joélson (Giuliano) e Everton; Lima. Técnico: Zetti.

Coritiba
Artur; China (Daniel Cruz), Henrique, Luizão e Douglas Silva; Rodrigo Mancha (Adriano), Juninho, Túlio e Pedro Ken; Keirrison e Anderson Gomes (Hugo) Técnico: Guilherme Macuglia.