Com a decisão de alterar o horário do clássico de domingo entre São Paulo em Palmeiras para 11 horas, a Federação Paulista de Futebol resolveu um problema, mas pode ter criado outro. Uma corrida de rua está marcada para acontecer nos arredores da praça Charles Miller e os organizadores da prova não estão dispostos a mudar a data do evento.

Segundo os responsáveis pela prova “Circuito das Estações” estão inscritos nada menos do que 12 mil competidores e, pelo menos mais 3 mil membros da organização. Serão feitas duas largadas, às 7h e depois às 8h, na frente do estádio e em percursos de 5 km e 10 km.

Pelo menos até as 10h da manhã a avenida deve ter o trânsito bloqueado nos dois sentidos. Os organizadores da prova preveem, entretanto, que até 10h30 competidores estarão correndo pela avenida Pacaembu, a principal via de acesso ao estádio municipal.

Até a noite desta segunda-feira, os organizadores da corrida não tinham recebido nenhum comunicado da Polícia Militar (PM) sobre o novo horário do jogo. A intenção é manter a prova, já que muitos dos competidores são de outros estados ou cidades e viajarão para São Paulo apenas para disputar o evento.

Além disso, a prova é uma das mais importantes entre as corridas de rua e existem muitos patrocinadores envolvidos no projeto. O cancelamento ou adiamento só deverá acontecer caso a PM obrigue.

IMPASSE – A possibilidade de a prova e o clássico ocorrerem ao mesmo tempo é algo pouco provável, já que existe uma grande estrutura para a realização da corrida, inclusive com o aparato policial que seria utilizado na segurança da partida.

Existem, por exemplo, grades que serão utilizadas para separar os competidores dos transeuntes que podem ser utilizadas em uma possível confusão de torcida. A inscrição para a corrida tem preços que variam de R$ 124,99 a R$ 189,99, de acordo com benefícios a serem recebidos pelos participantes.