A nota enviada anteriormente informava erradamente a prova vencida por Leonardo de Deus. Segue a versão corrigida e atualizada com o 12.º ouro de Thiago Pereira.

Thiago Pereira agora é, sozinho, o brasileiro com mais medalhas de ouro na história dos Jogos Pan-Americanos. O nadador deixou o mesa-tenista Hugo Hoyama para trás nesta sexta-feira ao vencer a prova dos 200 metros costas em Guadalajara e chegar à sua quinta medalha dourada no México. Logo depois, com a vitória do revezamento brasileiro nos 4x100m medley, ele atingiu 12 medalhas pan-americanas de ouro. Hoyama tem dez.

“Foi a última prova, fechei com chave de ouro. Queria aproveitar que acabou para agradecer amigos, patrocinadores, e o clube que eu represento, o Corinthians. Volto feliz e cansado”, disse Thiago, que nadou oito provas – ele caiu na piscina 14 vezes em Guadalajara. Ele encerra a competição com, são seis ouros, uma prata e um bronze, repetindo o seu quadro de medalhas pessoal dos Jogos Pan-Americanos do Rio.

A vitória nos 200 metros costas veio com o tempo de 1min57s19, novo recorde pan-americano, e que o coloca dentre os 10 melhores do mundo na prova este ano. A prata em Guadalajara ficou com Omar Andres Pinzon, que deu à Colômbia a primeira medalha do país na natação do Pan. Ryan Murphy, dos EUA, completa o pódio, na terceira colocação. Leonardo de Deus, que faturou o ouro nos 200 metros borboleta, terminou a prova mais longa na quinta colocação, com o tempo de 2min03s28.

MAIS MEDALHA – Nos 50 metros livre feminino, Graciele Hermman surpreendeu ao faturar a medalha de prata com o tempo de 25s23. Na altitude, a brasileira de apenas 19 anos, campeã nacional júnior em 2010, ficou a três centésimos de conquistar o índice A da Fina (Federação Internacional de Natação) para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem. Nas eliminatórias, pela manhã, ela já havia nadado a prova em 25s28.

Até esta sexta-feira, Graciele tinha apenas o sexto melhor tempo do Brasil no ano nos 50 metros livre, com 25s81. Melhorou a marca em quase meio segundo para entrar no hall das 40 melhores do mundo. O ouro da prova ficou com a norte-americana Lara Marie Jackson, que nadou a prova a 25s09 e quebrou o recorde do campeonato. Madison James Kennedy, também dos EUA, ficou com o bronze. Outra brasileira na final, Flávia Delaroli acabou na sétima posição, com o tempo de 25s94. Ela havia sido medalhista nos dois últimos Jogos pan-americanos.