O destaque da reunião de sexta-feira foi o potro Corporate Banker, que, mesmo vencendo facilmente, ficou a 8 décimos do recorde de Jangadeiro, dirigido por Rafael Oliveira e apresentado por Luiz Roberto Feltran. A parte financeira da reunião, porém, não chegou a corresponder, com movimento de R$ 126.349,00. Esperava-se mais.

Apresentamos, a seguir, considerações sobre as dez provas da noite de sexta-feira, no Hipódromo do Tarumã.

Nectário confirmou seu favoritismo na prova de abertura, vencendo de ponta a ponta. Underground-City firmou-se na segunda colocação, aproximando-se do ponteiro na entrada da reta. Nectário, porém, tinha reservas e disparou para o disco, para vencer por larga margem, com Underground-City e Veneza Vincetora nas posições imediatas.

La Plata estreou com vitória na segunda. Firmou-se na ponta na entrada da reta e, sempre pelo lado interno da pista, seguiu até o final. Luxo firmou-se na segunda colocação, sem ameaçar o vencedor, completando o marcador, pela ordem, Garota Safada, Atraca e La Mejor, esta esgotando-se na partida porque negava-se a entrar no box.

Kurto e Grosso confirmou seu favoritismo na terceira prova. Assumiu a ponta após a partida e, muito firme, seguiu até o final, enquanto Laureado, com boa ação, chegou segundo, com Star Variety na posição imediata. O jóquei reclamou que foi prejudicado, mas a Comissão de Turfe confirmou a prova na ordem de chegada.

Joyeux confirmou seu favoritismo na quarta prova. Kenesiano correu na ponta, com Joyeux na segunda colocação, aproximando-se do ponteiro na entrada da reta para dominá-lo com autoridade e seguir firme até o final. Kenesiano defendeu o segundo, com Uppercut Rambler na posição imediata.

Impecável venceu o Prêmio Eurico Elias em sensacional atropelada. Le Parole correu na ponta, mas na reta de chegada recebeu o ataque de Rachrush, que assumiu a ponta dando a impressão que a vitória estava assegurada. Impecável, porém, com grande ação aproximou-se dos primeiros, para dominar Rachrush nos metros finais.

Corporate Banker venceu o Prêmio Rogério Coccioli, uma das atrações da reunião. Muito veloz, Cortaplumas regulou o ritmo da corrida, chegando a dar impressão de vitória na reta de chegada. Corporate Banker, com grande ação, dominou-a no final, com Semillion atrasando-se para terceiro.

Tiger of Cord, ao vencer o sétimo páreo totalizou sua quinta vitória, sendo quatro consecutivas. Na reta de chegada destacou-se de seus rivais, para ganhar de Landmann por vários corpos, com Cariri na terceira colocação.

Triumphal Slew conseguiu sensacional vitória na oitava prova do programa. Autoridade Glória deu a impressão que a vitória estava assegurada, porém Triunfal Slew, em forte atropelada, dominou-a nos metros finais, terminando com Bird of Cord a seguir.

Magical Slew venceu de ponta a ponta a penúltima prova, assinalando a ótima marca de 1?07?2 para os 1.100 metros, enquanto Monyaguá formou a dupla, com Pescador na terceira colocação.

Travel Guide venceu de ponta a ponta a corrida de encerramento, depois de dura luta com Guardião do Rei, que formou a dupla, com Morena de Lorena a seguir.